X
Esportes

Fora de pôster, Luis Fabiano diz que São Paulo "perde pouco" sem ele

Fabuloso é expulso aos 13 minutos do jogo de ida da final da Sul-Americana e, mesmo fora do jogo de volta, acredita no título.

Se o São Paulo vencer a Copa Sul-americana, o pôster do time campeão não terá Luis Fabiano, ao menos não com uniforme e chuteira. Expulso no jogo  de ida contra o Tigre-ARG, nesta quarta-feira, ele está fora da segunda final. Ausência que, em sua opinião, não descredencia a equipe a ser campeã no Morumbi.

"Eu acho que (o time) perde pouca coisa. Apesar de eu ser uma peça importante, o São Paulo tem condição de vencer o jogo, como vai vencer. Acredito muito. Jogamos muito bem", disse o atacante, que deixou La Bombonera desolado pelo cartão vermelho recebido ainda aos 13 minutos do primeiro tempo.
 
Assumindo erro por tentar acertar chute em Donatti, que antes havia lhe dado um soco no braço e também foi expulso, o camisa 9 ficou frustrado por não poder ganhar a competição em campo. Até hoje, em três passagens pleo clube, ele conquistou apenas o Rio-São Paulo de 2001.
 
Atacante foi expulso ainda no primeiro tempo e deixou sua equipe com um jogador a menos em campo (Foto: AFP)
 
"Não vai ser completo. A festa, da minha parte, não vai ser completa", admitiu, cogitando a possibilidade de a diretoria tentar sua liberação. "Vamos ver o que vai ser feito. Poderia caber algum recurso para os dois atletas jogarem a final, não sei se pode. Mas eu faria de tudo para voltar atrás e jogar a final no Morumbi".
 
Às vésperas da viagem a Buenos Aires, o centroavante se mostrava confiante a ponto de prometer “uma surpresinha” aos argentinos. O gol, porém, não saiu. Nem dele nem de nenhum outro são-paulino. Com a expulsão precoce, a produção da equipe brasileira caiu, e o placar não saiu do zero. A esperança é de que, na partida de volta, a história seja outra.
 
"Tem que botar a bola para rodar", observa o técnico Ney Franco. "A expectativa é que, em um campo maior, perto da nossa torcida, a gente tenha condição de jogar. Agora, temos que ter a parte técnica. Tem que ter disposição e achar equilíbrio de todos os setores para não corrermos risco de perder jogadores".
 
A preparação para a decisão começa na sexta-feira (7), um dia depois do retorno do elenco ao Brasil. A única folga dos jogadores até a segunda final será no domingo (9).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Ainda não é possível confirmar que reforço vacinal neutraliza ômicron, diz OMS

Segundo a entidade, existe a expectativa de ter melhores evidências sobre a eficácia do reforço vacinal nas próximas semanas com o desenvolvimento de novas pesquisas

Política

Lula diz ver Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

O petista disse que não poderá voltar ao Planalto para fazer menos do que fez em suas primeiras gestões (2003-2006 e 2007-2010)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software