Fernando Diniz aceitou comandar o Santos por dois motivos; veja