Felipão aprova europeu na estreia e ignora dificuldade das oitavas

“Temos de pensar na primeira fase. Se nós nos preocuparmos com a segunda ou a terceira, acabamos deixando de lado a primeira. A Croácia tem um futebol diferente", comentou

Comentar
Compartilhar
06 DEZ 201316h28

O técnico Luiz Felipe Scolari ficou satisfeito com o caminho do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo. O treinador entende como positiva a estreia diante de uma equipe europeia, a Croácia, e ignora a possibilidade de enfrentar Espanha ou Holanda nas oitavas de final.

“Temos de pensar na primeira fase. Se nós nos preocuparmos com a segunda ou a terceira, acabamos deixando de lado a primeira. A Croácia tem um futebol diferente, muito bem jogado e bonito. Camarões conseguiu algumas proezas em Copas e o México sempre é um adversário difícil”, comentou.

O treinador avalia que a Croácia ainda estará em período de adaptação ao Brasil quando estrear no dia 12 de junho, na Arena Corinthians. Por isso, Felipão considera uma vantagem para a Seleção no jogo de abertura do torneio.

“Isso me agrada. É sempre melhor estrear contra uma equipe europeia, porque ela tem um tempo de adaptação no Brasil. Eles conseguem melhores condições na medida em que vão jogando. Nós moramos aqui, trabalhamos aqui e conhecemos como ninguém”, acrescentou.

O treinador entende como positiva a estreia diante de uma equipe europeia, a Croácia, e ignora a possibilidade de enfrentar Espanha ou Holanda nas oitavas de final (Foto: Mauricio Val/VIPCOMM)

Mesmo satisfeito com o trajeto brasileiro, Felipão valorizou os adversários da primeira fase, até cometendo um equívoco ao citar o número de participações dos croatas, que, na verdade, disputarão o Mundial pela quarta vez como país independente.

“Há um ou dois grupos bem diferentes, com mais dificuldades do que pode ter no nosso. Mas a Croácia vai para sua sexta Copa, Camarões está na quinta e o México é tradicional. Não tem grupo fácil, o sorteio indicou e temos de jogar para passar”, completou.