X
Esportes

Em ritmo de treino, São Paulo supera Jorge Wilstermann e avança na Sul-Americana

Agora, o tricolor terá uma dura missão: vencer o Corinthians pela primeira vez na Neo Química Arena

São Paulo vence fácil e passa de fase / Reprodução/ Redes Sociais

O torcedor mais jovem do São Paulo pode até não se lembrar, mas o time é o maior vencedor de títulos internacionais do Brasil, com 12 conquistas - a maioria celebrada na vitoriosa década de 1990. A última dessas glórias chegou ao Morumbi há dez anos, justamente na Copa Sul-Americana, torneio em que o Tricolor se garantiu nas oitavas de final nesta quinta-feira ao vencer o Jorge Wilstermann por 3 a 0, na gelada noite de outono na capital paulista.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 13 pontos e já assegurou a primeira colocação do Grupo D, mesmo com uma rodada a ser disputada - o time recebe os peruanos do Ayacucho na semana que vem. Ainda é cedo para cravar o São Paulo como favorito ao título da Sul-Americana, mas com certeza a equipe de Rogério Ceni pode ser considerada uma das que podem chegar na decisão.

Em um gelado Morumbi (os termômetros marcavam 9 graus no início da partida) e com muita facilidade, um time misto despachou o rival boliviano, que também poupou alguns jogadores de olho no Campeonato Boliviano, com extrema facilidade.

O nome do jogo na primeira etapa foi Rodrigo Nestor. Ele marcou os dois gols do time nos 45 minutos iniciais. O primeiro, aos 6, após Eder fazer a jogada de pivô para o volante finalizar com precisão. O segundo saiu aos 16, após Nikão avançar pela direita e bater para o gol. No meio do caminho, Nestor desviou com classe para aumentar o placar para 2 a 0.

Nestor ainda fez mais um gol antes do intervalo, mas o árbitro anulou, alegando um impedimento bem duvidoso - na primeira fase da Copa Sul-Americana não há revisão do árbitro de vídeo (VAR).

O São Paulo voltou para o segundo tempo e o jogo continuou igual Logo no primeiro minuto, o time brasileiro ampliou o placar para 3 a 0. Nikão esticou a bola para Nestor na linha de fundo, o volante cruzou rasteiro, Eder fez o corta-luz e a bola ficou limpa para Patrick escorar e fazer o gol - foi o primeiro gol do meia, que chegou ao clube no início da temporada, pelo time.

O terceiro gol no primeiro minuto do segundo tempo fez o São Paulo se desconcentrar, principalmente no último passe. Rogério Ceni aproveitou que o jogo se tornou um mero treino - o segundo tempo não parecia nem mesmo amistoso - e fez as cinco substituições. O time ainda perdeu mais algumas boas chances, levou uma bola na trave, mas o jogo ficou mesmo nos 3 a 0.

Agora, o treinador terá uma dura missão: fazer seu time vencer o Corinthians pela primeira vez na Neo Química Arena, no clássico que vale a liderança do Brasileirão, no próximo domingo.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 X 0 JORGE WILSTERMANN

SÃO PAULO: Thiago Couto; Rafinha (Igor Vinícius), Miranda, Luizão e Welington (Reinaldo); Gabriel Neves (Luan), Rodrigo Nestor (Talles), Patrick e Nikão (Luciano); Rigoni e Eder. Técnico: Rogério Ceni.

JORGE WILSTERMANN: Poveda; Montero, Edemir Rodríguez, Echeverría e Robson dos Santos (J. Ortiz); Morales, Raúl Castro (Villarroel) e Edzon Pérez; Áñez (Luis Vargas), Osorio e Serginho (Chávez). Técnico: Sergio Migliaccio.

GOLS: Rodrigo Nestor, aos 6 e aos 16 minutos do primeiro tempo; Patrick, a 1 do segundo.

Árbitro: Ángel Arteaga (VEN).

CARTÕES AMARELOS: Edzon Pérez (Jorge Wilstermann) e Welington (São Paulo).

PÚBLICO: 16.675 pagantes.

RENDA: R$ 516.283,00.

LOCAL: Morumbi, em São Paulo.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

Educação

Bertioga abre matrículas para Educação de Jovens e Adultos

As aulas iniciam no segundo semestre, de segunda a sexta-feira, das 19 às 22h30

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software