X
Esportes

Em noite de 'São Jaílson', Palmeiras empata com Bahia e se livra de sofrer goleada

Os desfalques do Palmeiras quase formariam um time

Jaílson livrou o Palmeiras de levar, ao menos, 4 gols do Bahia. / Site/Palmeiras

Não foi desta vez que o Palmeiras voltou a vencer na temporada. Nesta terça-feira, o time visitou o Bahia e ficou no empate por 0 a 0, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado só não foi pior porque o goleiro Jailson fez ótimas defesas.

Com a igualdade sem gols, o time paulista somou a sua sétima partida seguida sem vencer, contando o torneio nacional e a Copa Libertadores, competição que o clube alviverde está na final. Estacionou na tabela de classificação e vê as chances de título brasileiro cada vez mais distantes. Já o Bahia continua na zona de rebaixamento.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram e mantenha-se bem informado.

Os desfalques do Palmeiras quase formariam um time. Na defesa as ausências eram o goleiro Weverton, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez e o lateral-esquerdo uruguaio Piquerez, todos em suas seleções nacionais. O lateral-direito Marcos Rocha ficou fora por causa de uma lesão na coxa e outros jogadores importantes, como Danilo, Zé Rafael e Breno Lopes, também ficaram no departamento médico. Sem contar Willian, que foi poupado para resolver problemas pessoais.

Por tudo isso, o técnico português Abel Ferreira optou por promover a entrada de Luiz Adriano no ataque, deixando ele como homem de referência na frente. Com isso, Rony ficou um pouco mais recuado e ajudava Dudu a puxar os contra-ataques. Só que no início a estratégia não deu muito certo porque o Bahia estava atuando de forma bem compacta e quase não dava espaço para a velocidade do rival.

Empurrado por sua torcida, que voltou ao estádio pela primeira vez desde que a pandemia de covid-19 começou, o Bahia tentava empurrar o Palmeiras para seu campo e buscava um espaço para tentar chegar ao gol. Mas o time paulista estava bem armado com sua zaga e ainda tendo Felipe Melo protegendo a defesa. Com isso, Jailson quase não era acionado.

Com maior volume de jogo, o Bahia não conseguia ser perigoso e aos poucos o Palmeiras foi se soltando e em duas oportunidades quase marcou. A primeira com Luiz Adriano, aos 37 minutos, que chutou da entrada da área e obrigou Danilo Fernandes a fazer ótima defesa. Pouco depois, antes do intervalo, Raphael Veiga arriscou de fora da área e a bola passou com perigo.

Na etapa final, o Bahia melhorou e tomou as rédeas da partida. Para piorar, o Palmeiras ainda perdeu dois jogadores de defesa por lesão, o zagueiro Kuscevic e o lateral-direito Gabriel Menino. Com isso a equipe paulista pouco atacou e ficou se segurando atrás. E via um adversário insistir para abrir o placar.

Foi aí que começou a aparecer o talento de Jailson. Aos 13 minutos, ele salvou o Palmeiras em um chute de primeira de Gilberto. Depois, evitou o gol de Daniel. E ainda parou um toque de Mugni, que desviou na defesa, mas estava atento e espalmou.

Para piorar, Wesley foi expulso e, com um a menos, as chances de vitória fora de casa diminuíram sensivelmente. A partir daí o Palmeiras só se defendeu para pelo menos conseguir um ponto.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 x 0 PALMEIRAS

BAHIA - Danilo Fernandes; Nino Paraíba (Renan Guedes), Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Lucas Mugni, Daniel (Rodriguinho) e Juninho Capixaba; Gilberto (Ronaldo) e Raí (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

PALMEIRAS - Jailson; Gabriel Menino (Wesley), Luan, Kuscevic (Renan) e Jorge; Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa) e Raphael Veiga; Dudu (Matheus Fernandes), Luiz Adriano (Deyverson) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

CARTÕES AMARELOS - Daniel, Mugni e Ronaldo (Bahia); Kuscevic e Rony (Palmeiras).

CARTÃO VERMELHO - Wesley (Palmeiras).

ÁRBITRO - Ramon Abbati Abel (SC).

RENDA - R$ 61.357,50.

PÚBLICO - 4.509 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

POLÍCIA

Jovem é detido com 300 kg de maconha que ele entregaria para 'Boy'; entenda

De acordo com registro em boletim de ocorrência, o jovem, natural de Foz do Iguaçu, saia de estacionamento quando levantou a suspeita de PMs da Força Tática

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software