Em clima de despedida, Lucas Lima adota silêncio e Gabriel não descarta saída

O camisa 20 foi substituído ainda no intervalo e não deu entrevista, enquanto o atacante não quis garantir se retornará ao clube após a Copa América

Comentar
Compartilhar
22 MAI 2016Por Diário do Litoral17h00
Em clima de despedida, Lucas Lima adota silêncio e Gabriel não descarta saídaEm clima de despedida, Lucas Lima adota silêncio e Gabriel não descarta saídaFoto: Divulgação

As lentes estavam apontadas para o meia Lucas Lima e o atacante Gabriel no duelo entre Santos e Coritiba, neste domingo. Por mais que tenham feito uma partida pra lá de discreta, ambos foram motivo de muita atenção na Vila Belmiro. Isso por que eles se apresentam ao técnico Dunga para disputa da Copa América na noite deste domingo e podem ter feito os seus últimos jogos com a camisa do Alvinegro.

Substituído no intervalo, o meia Lucas Lima não conversou com os jornalistas presentes e preferiu adotar silêncio quanto a sua permanência na equipe. Ele é um dos principais alvos de clubes europeus na janela de transferências que se abre em junho. Neste período, ele estará à serviço da Seleção Brasileira e, por conta disso, pode nem retornar.

Na mesma situação do parceiro, Gabriel vive um clima de despedida da equipe que o projetou para o futebol. Oriundo das categorias de base, o camisa 10 não quis garantir se retornará ou não ao clube. Ele tem contrato até o fim de 2019, mas o seu empresário, Wagner Ribeiro, já admitiu ter recebido uma proposta de 25 milhões de euros pelo atleta.

"É difícil falar, não tem como eu afirmar nada, mas estou muito feliz no Santos, é sempre um privilégio jogar na Vila com a torcida do nosso lado. Vou descansar bastante e ir para Seleção. Se eu vou voltar ou não, vamos ver mais para frente", declarou.

Mesmo que não acertem a transferência para o futebol do velho Continente, ambos são desfalques certos para o técnico Dorival Júnior devido a convocação para a Seleção. A situação, no entanto, pode ficar ainda pior. Caso o Brasil avance às finais da Copa América, no dia 25 de junho, o Peixe perderá a dupla em nove rodadas do Brasileirão (entre as rodadas 03 e 12).

O centroavante Ricardo Oliveira seria outra baixa do Peixe devido à competição, mas foi cortado devido a uma tendinite. Ele realiza sessões de fisioterapia desde as finais do Paulistão e deve dar continuidade ao trabalho no CT Rei Pelé nas próxima semanas. O Departamento Médico do clube não estipula uma previsão quanto ao seu retorno aos gramados.