Em ação temporária, imagem de Chorão substitui Ganso no muro do CT

A diretoria do Peixe colocou um banner com a imagem do cantor, no local ocupado anteriormente pela figura do meia Paulo Henrique Ganso

Comentar
Compartilhar
09 MAR 201315h04

O Santos fez mais uma homenagem ao cantor Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., encontrado morto na madrugada da última quarta-feira, em seu apartamento no bairro de Pinheiros, em São Paulo. A diretoria do Peixe colocou um banner com a imagem do cantor, no local ocupado anteriormente pela figura do meia Paulo Henrique Ganso, atualmente no São Paulo.

A ideia partiu através de uma mobilização de torcedores santistas nas redes sociais. Como a direção alvinegra não pretende mais promover a restauração da imagem de Ganso no muro, após a ação de vândalos no final do ano passado, revoltados com a ida do antigo camisa 10 da equipe para o Morumbi, e a rejeição da torcida praiana a ideia, a homenagem para Chorão ocupará temporariamente o local, comemorativo ao centenário do Santos.

O Peixe irá promover uma votação na internet para escolher o jogador que será homenageado com a sua imagem no espaço. A enquete deve ser realizada nos próximos dias.

A ideia partiu através de uma mobilização de torcedores santistas nas redes sociais (Foto: Reprodução/Internet)

Outras homenagens

Anteriormente, os santistas já tinham divulgado que, além de os jogadores do time utilizarem uma fita preta no braço, em sinal de luto pela morte do cantor, contra o Atlético Sorocaba, domingo, no Estádio Walter Ribeiro, o uniforme da equipe terá uma mensagem especial apara Chorão.

A frase “Dias de Luta, dias de glória”, trecho de uma das músicas mais famosas do grupo liderado pelo vocalista, estará estampada nas mangas das camisas alvinegras diante do Galo. Além disso, o Santos espalhou faixas com a inscrição “Valeu Chorão” no CT Rei Pelé, na Vila Belmiro e na “Chorão Skate Park”, pista de skate que era mantida pelo próprio artista.

O Peixe também chegou a oferecer o Salão de Mármore da Vila Belmiro para o velório do cantor, proposta rejeitada pela família de Chorão, que optou por fazer a cerimônia na Arena Santos, ginásio de propriedade do município. Os santistas ainda enviaram uma coroa de flores e uma bandeira da agremiação para o velório.