Dorival Júnior elogia atuação, mas se preocupa com lances aéreos

Mesmo com derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, o treinador fez elogios ao desempenho da equipe, mas citou falhas defensivas nos últimos jogos

Comentar
Compartilhar
18 JUN 2016Por Diário do Litoral21h30
Dorival Júnior ficou satisfeito com a atuação alvinegro, sobretudo na primeira etapa, mas mostrou irritação com gol sofrido no fimDorival Júnior ficou satisfeito com a atuação alvinegro, sobretudo na primeira etapa, mas mostrou irritação com gol sofrido no fimFoto: Santos Futebol Clube

Mesmo perdendo sequência de vitórias no Brasileirão na derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, neste sábado, na Arena da Baixa, o técnico Dorival Júnior ficou satisfeito com a atuação alvinegro, sobretudo na primeira etapa, mas mostrou irritação com gol sofrido no fim.

O tento paranaense foi anotado pelo zagueiro Paulo André, de cabeça, após cobrança de escanteio, aos 43 minutos da segunda etapa. No lance, o atacante Paulinho, que tinha entrada há pouco tempo na partida, deixou o rival solto dentro da área. Após o fim do duelo, Dorival mostrou preocupação com as jogadas aéreas defensiva do Peixe.

"A posse de bola mostra o quanto o Santos teve o jogo ao seu comando. Eles tiveram uma bola na trave no segundo tempo e um cabeceio, só. É o quarto jogo (no Brasileirão) que tomamos gol, e o terceiro depois dos 40 minutos. Isso (bola aérea) está nos tirando o sono. A bola parada está nos causando problema. A bola em jogo, não, mas pelo alto está nos tirando pontos e prejudicando nossa campanha – afirmou o treinador.

"Treinar, trabalhar, porque eventualmente, uma jogada ou outra, tudo bem. Agora, estamos tendo esse problema que vem realmente preocupando. Com bola no chão, dificilmente existe uma penetração dentro da nossa área. Em compensação, essa bola parada tem sido um diferencial para as equipes adversárias, que têm se aproveitado", completou.

Vale lembrar que o Peixe não pôde contar com a presença do maior jogador do elenco para aliviar à pressão aérea. O zagueiro Gustavo Henrique, de 1,93m, cumpriu suspensão automática por receber três cartões amarelos, e foi desfalque. Ele foi substituído pelo volante Yuri, de 1,82m, que foi improvisado no setor, mas teve boa atuação.

O Peixe volta a atuar na próxima quarta-feira, contra o Fluminense, pela 10ª rodada do Brasileirão. O jogo será realizado no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, às 21h45..