X
Esportes

Dorival descarta favoritismo no Paulistão e pede atenção contra o Linense

O Peixe chegou nas últimas oito finais do torneio, mas o treinador pede cautela. Para a estreia, nesta sexta-feira, ele está preocupado com a preparação física do adversário

Dorival ficou satisfeito com o desempenho da equipe nos amistosos / Divulgação/Santos FC

O técnico Dorival Júnior tratou de rechaçar um favoritismo do Santos no Campeonato Paulista 2017. Nos últimos oito anos, o Alvinegro Praiano é figura certa na final estadual e chegou ao título em cinco oportunidades. A estatística recente do clube, no entanto, não vislumbra o comandante alvinegro. Ele espera um dos campeonatos mais difíceis dos últimos anos.

“Estou bem satisfeito, não otimista. Vou citar exemplo de 2015, ninguém apontava o Santos como provável finalista. Equipe reformulada, jogadores tomaram corpo, cresceram e assumiram protagonismo. Teremos o Paulista mais difícil dos últimos anos e podem esperar por surpresas. Os grandes precisam ter cuidados”, afirmou, em entrevista coletiva.

O primeiro desafio neste ano é o Linense, nesta sexta-feira, na Vila Belmiro, às 21h. A grande preocupação de Dorival é em relação à condição física do adversário. O time de Lins, do interior de São Paulo, iniciou a preparação ainda em 2016 e, segundo o treinador, estaria mais bem preparado em relação ao Peixe, que começou os trabalhos no dia 11 de janeiro deste ano.

“A gente viu dois jogos do Linense. Uma equipe que, como a grande maioria, vive processo de formação. Anteciparam apresentação e vivem condição física um pouco melhor que o Santos. Estudamos bem os últimos dois amistosos. Vamos ver se teremos confirmação do que foi produzido. O que foi treinado pode ser modificado e é preciso ter sensibilidade”, completou.

Para a estreia no campeonato, Dorival não tem grandes dúvidas. Ele ficou satisfeito com o desempenho da equipe nas vitórias sobre o Nacional-SP, no CT Rei Pelé, e Kenitra, do Marrocos, no Pacaembu. A equipe será formada por: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Ainda não é possível confirmar que reforço vacinal neutraliza ômicron, diz OMS

Segundo a entidade, existe a expectativa de ter melhores evidências sobre a eficácia do reforço vacinal nas próximas semanas com o desenvolvimento de novas pesquisas

Política

Lula diz ver Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

O petista disse que não poderá voltar ao Planalto para fazer menos do que fez em suas primeiras gestões (2003-2006 e 2007-2010)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software