Direção do Timão tranquiliza atletas e pede concentração no futebol

Os atletas ouviram que a diretoria está se esforçando no caso do garoto Kevin Beltrán Espada, cabendo a eles se concentrar no futebol

Comentar
Compartilhar
22 FEV 201321h16

O gerente de futebol do Corinthians, Edu Gaspar, conversou com os jogadores antes do treino desta sexta-feira. Os atletas ouviram que a diretoria está se esforçando no caso do garoto Kevin Beltrán Espada – para ajudar a família e recorrer da severa punição inicial na Copa Libertadores –, cabendo a eles se concentrar no futebol.

“O Edu teve um papo com a gente. Ele disse: ‘A diretoria cuida desse assunto, vocês tratam de jogar bola’. Falou palavras de tranquilidade, incentivo. Basicamente, comentou que a diretoria está fazendo esforço para que a punição seja revertida e passou o pesar da morte, que, para nós, é o que mais marca e chateia”, comentou Paulo André.

Segundo o zagueiro, no entanto, foi difícil esquecer a morte do boliviano de 14 anos, atingido por um sinalizador no empate do San José com o Timão na última quarta-feira. Com o ambiente ruim literal e metaforicamente, o treino foi de caras fechadas no gramado encharcado do CT alvinegro.

Jogadores do Timão trabalham após a conversa com o gerente Edu Gaspar (Foto: Divulgação)

“A gente está tentando se motivar, mas acaba falando mais sobre o ocorrido do que sobre o que está para acontecer. De qualquer forma, começou a preparação para o jogo contra o Bragantino. Precisamos vencer e trazer um pouco de tranqüilidade para o ambiente. Fazia tempo que não tinha uma confusão dessas”, comentou o beque.

Um triunfo em Bragança Paulista quebraria uma sequência de quatro empates, três deles no Campeonato Paulista. “Você pode olhar de duas formas. São seis jogos sem perder ou três sem ganhar. De qualquer forma, essa sequência fez a gente cair para oitavo lugar, precisamos voltar a vencer”, concluiu Paulo André.