Diogo Vitor falta em treino e é rebaixado à equipe Sub-23 do Santos

Envolvido com polêmicas na categoria de base, o jogador voltou a vacilar fora dos gramados e foi afastado pelo técnico Dorival Júnior

Comentar
Compartilhar
21 JUN 2016Por Diário do Litoral13h30
Diogo Vitor falta em treino e é rebaixado à equipe Sub-23 do SantosDiogo Vitor falta em treino e é rebaixado à equipe Sub-23 do SantosFoto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC

O atacante Diogo Vitor voltou a se envolver em polêmica no Santos e foi afastado pelo técnico Dorival Júnior do elenco profissional. O jogador de 19 anos, que vinha sendo aproveitado nos últimos jogos no Campeonato Brasileiro, não compareceu ao treino realizado na segunda-feira, no CT Rei Pelé, e foi rebaixado à equipe Sub-23 do Alvinegro.

Mesmo com a ausência no início da semana, o atleta compareceu no treino desta terça-feira, pela manhã, mas foi repreendido pelo treinador e outros jogadores experientes do clube. Vale lembrar que no mês passado alguns nomes do elenco conversaram com a Comissão Técnica e pediram uma nova oportunidade ao jogador, que já carregava fama indisciplinar nos últimos anos.

As polêmicas em torno do nome de Diogo Vitor começaram no início do ano. No dia 06 de janeiro, quando todo o grupo deveria se apresentar para a pré-temporada, o garoto não deu as caras e alegou dor de dente. A situação gerou mal estar dentro da Vila Belmiro e o jogador, que seria aproveitado entre os profissionais, perdeu espaço na equipe.

Em abril, no dia 23, ele estava em uma caminhonete com dois menores de idade, perdeu a direção e acertou a parede de uma loja de eletrodomésticos, no Centro de Santana da Vargem, em Minas Gerais. Na ocasião, a Polícia Militar não deu maioress informações sobre a situação de Diogo durante o acidente.

Após o segundo vacilo, Diogo foi blindado pela assessoria do clube e passou a receber atenção redobrada. De lá pra cá, fez boas atuações na equipe B, do técnico Kleiton Lima, e voltou a ganhar oportunidade entre os profissionais, no início de junho, contra o Botafogo. Costumeiramente elogiado como grande promessa por Dorival, ele atuou ainda contra o Atlético-PR, no último domingo, mas não marcou gols.

Mesmo punido, Diogo pode voltar a ganhar oportunidades no futuro. Na base do Peixe desde 2010, ele tem contrato até o fim de 2018.