Diego Costa explica sua opção dizendo que é valorizado na Espanha

Criticado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, o atacante fez questão de dizer que não rejeitou o país onde nasceu

Comentar
Compartilhar
30 OUT 201317h25

Um dia depois de a Federação Espanhola de Futebol revelar que Diego Costa havia comunicado a sua decisão de defender a atual campeã do mundo e não a seleção do Brasil, o atacante brasileiro do Atlético de Madrid quebrou o silêncio nesta quarta-feira. Em entrevista em vídeo publicada no site do clube, ele afirmou que escolheu a Espanha porque se sente valorizado no país.

"Foi uma decisão difícil por envolver decidir entre o seu país de nascimento e o país que lhe deu tudo, o que é a Espanha. Repensei que o certo é jogar na Espanha porque aqui eu fiz tudo. Tudo o que eu tenho na minha vida devo a este país, pelo qual tenho um carinho muito especial. Aqui eu me sinto valorizado por aquilo que faço todos os dias e sinto o carinho das pessoas", justificou Diego Costa, falando num espanhol fluente no vídeo divulgado nesta quarta-feira.

Criticado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que disse que ele rejeitou o sonho de milhões de brasileiros ao não aceitar a sua convocação, Diego Costa fez questão de dizer que não rejeitou o país onde nasceu. "Não gostaria que as pessoas pensassem assim. Simplesmente me sinto valorizado aqui. Não foi uma rejeição. Tenho familiares no Brasil, onde nasci e onde viverei quando deixar de jogar o futebol. Espero que as pessoas entendam e respeitem", disse o atacante de 25 anos.

Diego Costa afirmou que escolheu a Espanha porque se sente valorizado no país (Foto: Associated Press)

Artilheiro do Campeonato Espanhol, apesar da dura concorrência de Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo, Diego Costa também disse ser uma honra defender "La Roja", como os espanhóis chamam a seleção do país. "Defender a camisa não é para qualquer um. É uma honra, algo enorme na vida de um jogador de futebol. A partir de quando Del Bosque me convocar, pode ser 5, 10 ou 15 minutos, mas vou dar meu máximo, porque eu sou assim. Esse país me deu tudo e espero retribuir de alguma forma", comentou.

Nascido no interior sergipano, Diego Costa nunca jogou profissionalmente no Brasil. Foi ainda garoto para a Europa, passando por Portugal antes de chegar à Espanha em 2007. Como conseguiu a nacionalidade espanhola e nunca defendeu a seleção brasileira em partidas oficiais (esteve apenas em amistoso realizado em março), o atacante atraiu o interesse do técnico Vicente del Bosque. Felipão até antecipou a sua convocação, abrindo a chance de levá-lo para a Copa de 2014, mas a opção do jogador foi mesmo pelos atuais campeões europeus e mundiais, devendo ser convocado nos próximos dias.