Depois de lhe tomar posição, Pato aposta em crescimento do Sheik

O principal reforço do Timão na temporada não surpreendeu ao dizer que não se sente titular

Comentar
Compartilhar
13 MAR 201316h59

Alexandre Pato disse não concordar com Emerson, que apontou a própria fase atual como a pior da carreira. Depois de tomar a posição do Sheik no time titular do Corinthians, o jovem atacante apostou no crescimento do companheiro na sequência da temporada.

“O Emerson é um grande jogador, todos sabem. Não é porque erra um gol, perde um pênalti, que está em má fase. Ele está trabalhando seriamente, o que acontece no jogo é consequência. Logo, logo, vai aparecer o gol dele, como apareceu no clássico contra o Palmeiras”, afirmou o camisa 7.

O principal reforço do Timão na temporada não surpreendeu ao dizer que não se sente titular. Ele preferiu nem falar muito sobre o trabalho ao lado de Guerrero, o seu parceiro no ataque alvinegro, para não dar a entender que forma com o peruano a dupla da preferência do técnico Tite.

“Todos jogam. Eu e o Guerrero temos conversado, até mesmo dentro do jogo, para acertar o posicionamento, combinar o que cada um precisa fazer. Mas depende de quem joga. Quem entra está fazendo o que o Tite pede, ajuda na marcação”, comentou Pato.

Alexandre Pato dificilmente fala algo que desagrade Tite em suas entrevistas (Foto: Divulgação)

Com a nova formação ofensiva, mudou o esquema do Corinthians. No lugar do 4-2-3-1 vitorioso dos últimos anos, está um 4-4-2 com os meias – Renato Augusto e Danilo – abertos. Alexandre Pato atua perto do centroavante Guerrero, que tem saído mais da área para deixar o companheiro próximo do gol. O peruano acompanha melhor os volantes, motivo pelo qual, por vezes, fica mais recuado do que o camisa 7.