Denilson estreia sem gol, mas avisa: 'Quando sair, não para mais'

O atacante foi acionado para o segundo tempo, mas parou no goleiro Weverton e não evitou o revés tricolor

Comentar
Compartilhar
22 JUN 2017Por Gazeta Press20h00

Denilson estreou com a camisa do São Paulo na derrota diante do Atlético-PR, por 1 a 0, na última quarta-feira, na Arena da Baixada. O atacante foi acionado para o segundo tempo, mas parou no goleiro Weverton e não evitou o revés tricolor. Apesar de ter passado em branco, o jogador de 21 anos mantém o otimismo para a sequência no time do Morumbi.

“Faltou fazer o gol, mas quando sair, também, não para mais”, afirmou o camisa 41, em entrevista concedida na zona mista do estádio rubro-negro.

Foi de Denilson a primeira chance de o São Paulo empatar no segundo tempo. Logo aos dois minutos, o atacante recebeu de Marcinho e arriscou da entrada da área, exigindo grande defesa do goleiro Weverton. Ele ainda finalizou outras duas vezes, deu um drible, fez três cruzamentos e 30 passes certos em um total de 32.

Com o revés, o quinto em nove rodadas, o São Paulo caiu para a 15ª colocação, com apenas 10 pontos ganhos, flertando perigosamente com a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Indagado sobre a situação pela qual o Tricolor passa, Denilson respondeu com otimismo.

“Todas as equipes passam por isso e não é diferente com o São Paulo. Com a minha chegada, espero ajudar a equipe a sair dessa situação em que estamos. Depois da primeira partida que a gente for bem e conseguir o resultado creio que vamos sair dessa zona desconfortável”, disse o atleta.

Emprestado pelo Avaí até o final do ano, Denilson foi o artilheiro da equipe no Campeonato Catarinense, com oito gols. Neste domingo, às 16 horas (de Brasília), o atacante deverá estar ao menos entre os reservas do São Paulo para o duelo com o Fluminense, no Morumbi.