Decisivo contra alemães, Messi chama atenção para jogo em Munique

A atuação de gala do camisa 10 rendeu muitos elogios e, apesar do 3 a 0 no jogo de ida, o argentino considera que o jogo em Munique pode reservar surpresas

Comentar
Compartilhar
07 MAI 201513h43

O gosto amargo pelo segundo lugar no Mundial do Brasil começou a se dissipar na última quarta-feira. Após perder para a Alemanha na Copa, Lionel Messi deu o troco ao marcar dois gols diante do Bayern, além da assistência para Neymar fechar a conta e colocar os azuis-grenás em vantagem. A atuação de gala do camisa 10 rendeu muitos elogios e, apesar do 3 a 0 no jogo de ida, o argentino considera que o jogo em Munique pode reservar surpresas.

Messi esteve apagado durante boa parte do primeiro tempo. Conhecedor de suas qualidades, Pep Guardiola conseguiu anulá-lo completamente nos primeiros 45 minutos. No entanto, foram necessários apenas dez para o argentino marcar dois gols e dar tranquilidade ao Barcelona. O passe para Neymar marcar o terceiro, gol que foi muito comemorado pela dupla, pode ter sido o passaporte para a decisão em Berlim.

Messi faz a diferença a favor do Barça e alcança artilharia da Liga dos Campeões (Foto: Emilio Morenatti/Associated Press/Estadão Conteúdo)

“É verdade que conseguimos um bom resultado para levar para a Alemanha. Ainda assim, sabemos que vai ser um jogo difícil em Munique, onde o Bayern tem se mostrado muito forte. Foi um bom resultado, mas ainda temos que jogar a segunda partida e seguir acreditando na nossa capacidade”, disse o jogador, que explicou tamanha festa na comemoração, já que é conhecido por ser tímido e reservado.

“Fiquei encantado com o significado do gol para o confronto. Já tivemos partidas antes em que simplesmente não conseguimos marcar apesar das oportunidades criadas. Foi um jogo muito complicado, contra um adversário que tem jogadores fantásticos. Abrir o marcador e ficar a frente foi difícil, mas depois os outros gols vieram rápido e nos deram tranquilidade. Era o que queríamos essa noite”, declarou em entrevista ao site oficial da Uefa.

Com os gols contra o Bayern, Lionel Messi assumiu a artilharia desta edição da Liga dos Campeões, com dez gols marcados. Cristiano Ronaldo segue na cola, com nove bolas na rede. Levando em conta o total de gols marcado por ambos na Liga dos Campeões da Europa, Messi tem vantagem de um gol: o argentino soma 77 e o português 76. Os dois já ultrapassaram Raúl, autor de 71 gols na maior competição do continente europeu.