David Braz pede paciência da torcida com início do Peixe no Brasileirão

O Peixe ocupa apenas a 12ª colocação no campeonato, com apenas quatro pontos ganhos. Neste domingo tem clássico contra o Corinthians, no Itaqueirão

Comentar
Compartilhar
31 MAI 2016Por Diário do Litoral17h02
David Braz pede paciência da torcida com início do Peixe no BrasileirãoDavid Braz pede paciência da torcida com início do Peixe no BrasileirãoFoto: Ivan Storti/Divulgação

O zagueiro David Braz, um dos maiores símbolos do Santos no atual elenco, pediu paciência para a torcida alvinegra neste início de campanha no Brasileirão. Em quatro jogos realizados, o Peixe soma uma vitória, um empate, além de duas derrotas. Atualmente, a equipe é a 12ª colocada na competição, com apenas quatro pontos conquistados.

Sem Lucas Lima e Gabriel, à serviço da Seleção Brasileira, e Ricardo Oliveira, lesionado, o Peixe caiu de produção e não repete as boas atuações que renderam o título do Paulistão. O jogador, visivelmente abatido, pede apoio às novas apostas na equipe titular, como Rafael Longuine, Joel e Paulinho, que formam o ataque do Peixe.

"Lembrar do Campeonato Paulista, não (precisa). Mas ter paciência, sim. A equipe está modificada. Os jogadores que entram precisam de apoio para a sequência. Foi assim com o Ricardo Oliveira, com o Lucas Lima, que nem era relacionado. Hoje, eles são referência no grupo. Precisam da confiança de todos. Tenho certeza que eles (substitutos) responderão à altura", disse.

Para espantar a má fase e a desconfiança da torcida, o zagueiro quer um Santos ofensivo para o clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h, no Itaqueirão. No último treino antes da partida, o técnico Dorival Júnior fechou boa parte da atividade à imprensa e pode trazer mudanças na equipe para o duelo diante do rival.

"Será um jogo difícil, mas temos que encarar de igual para igual. Não podemos apenas nos defender, por que eles são qualificados. Sabemos que, se ficarmos atrás, vamos sofrer. Temos que ter personalidade e atacar quando estivermos com a bola", completou.