David Braz discorda de pênalti e enaltece partida de Paulo Ricardo

"Para mim, nem foi pênalti, os dois vinham disputando braço com braço e o juiz acabou caindo na pressão dos 40 mil (torcedores)”, comentou

Comentar
Compartilhar
27 ABR 201513h03

Muitos santistas devem ter ficado preocupados quando Marcelo Fernandes divulgou a escalação do time para o clássico contra o Palmeiras, no Palestra Itália. Entre tantos nomes conhecidos, figurava Paulo Ricardo na lista.

No entanto, o zagueiro de apenas 20 anos, que ainda não havia atuado em nenhuma partida do Campeonato Paulista e tem apenas três jogos pela equipe profissional, não se intimidou com a pressão e se comportou muito bem até os 11 minutos do segundo tempo, quando acabou expulso pelo árbitro Vinicius Furlan no lance que ainda gerou uma penalidade para os donos da casa após Leandro Pereira cair dentro da área.

“O Paulo fez uma grande partida, acabou expulso. Para mim, nem foi pênalti, os dois vinham disputando braço com braço e o juiz acabou caindo na pressão dos 40 mil (torcedores)”, comentou David Braz, partindo em defesa de seu companheiro.

David Braz acredita que não houve pênalti de Paulo Ricardo sobre Leandro Pereira e reclama de expulsão (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

Além de toda a polêmica na jogada, o juiz ainda se complicou e levou todos os santistas à loucura quando mostrou o cartão vermelho para David Braz, que nem sequer estava próximo à disputa. Depois de muito insistir, os jogadores santistas, com a ajuda de Guilherme Ceretta, quarto árbitro no clássico, conseguiram convencer que o cartão deveria ser mostrado a Paulo Ricardo.

“Pedi desculpa (para Paulo) porque acabei fazendo com que ele fosse expulso. Falei parabéns para ele, porque ele jogou muito bem, não tinha atuado nesse Paulista e, em uma grande final, ele atuou e foi muito bem, mostrou que está preparado. Está de parabéns”, afirmou Braz, experiente e um dos líderes do elenco alvinegro.

Aliás, não foi só o lance da penalidade, que por fim acabou sendo desperdiçada por Dudu, que arrancou críticas de David Braz. O zagueiro também se lembrou do corta-luz de Robinho, que estava em posição irregular, na jogada que resultou no único gol do jogo, mas exaltou a garra do Peixe e se mostrou confiante na virada para buscar o título.

“O gol do Palmeiras estava impedido, mas, mesmo assim, com toda essa dificuldade que encontramos na casa do Palmeiras, 40 mil (torcedores), com o árbitro errando, a gente se comportou bem. Se a gente jogar dessa forma na Vila Belmiro, ficamos com o título”, avisou.

Sobre as ausências de Robinho, Valencia, Gustavo Henrique e Werley, Braz minimiza os desfalques. “É diferente porque a gente esta acostumado com a equipe, mas é isso aí, ainda bem que o Santos se preparou bem, tem um elenco e os jogadores que entraram foram bem”, concluiu.