Corinthians tira Guerrero e Emerson do clássico contra o Palmeiras

O clube decidiu antecipar a saída do centroavante peruano, cujo contrato vencerá em 15 de julho, e tirá-lo do clássico contra o Palmeiras no domingo, em Itaquera

Comentar
Compartilhar
27 MAI 201511h37

Paolo Guerrero se despediu do Corinthians no empate por 0 a 0 com o Fluminense, em que desperdiçou um gol sem goleiro. O clube decidiu antecipar a saída do centroavante peruano, cujo contrato vencerá em 15 de julho, e tirá-lo do clássico contra o Palmeiras no domingo, em Itaquera. Emerson, com vínculo até o dia 31 do mesmo mês, também não estará em campo.

A resolução foi tomada após uma reunião entre a diretoria do Corinthians e o técnico Tite, que vinha utilizando Guerrero normalmente e deixando Emerson no banco de reservas. O provável destino do peruano é o Flamengo (embora ele prometesse até recentemente não atuar em outro clube do Brasil), que já não disfarça mais o seu interesse na contratação, enquanto o Sheik continua com o futuro profissional incerto.

Guerrero pedia R$ 18 milhões do endividado Corinthians apenas como premiação para prorrogar o seu contrato. O clube não só abriu mão do autor dos seus gols no Mundial de Clubes de 2012, como também resolveu enxugar a folha salarial com a saída do grande destaque da conquista da Copa Libertadores da América do mesmo ano.

Corinthians resolveu antecipar o adeus da dupla de ataque que fez história (foto: Daniel Augusto Jr.)

No caso de Emerson, que conta com a simpatia de Tite, também pesaram a idade avançada (36 anos) e o seu histórico de confusões. Ainda não foi definido, no entanto, se o Sheik disputará um jogo de despedida – Guerrero nem sequer teria tempo para pisar em Itaquera com a camisa do Corinthians outra vez, pois irá se apresentar à seleção do Peru na segunda-feira para a disputa da Copa América.

Sem a dupla ofensiva, Tite ficou apenas com o colombiano Stiven Mendoza e o antes desprestigiado paraguaio Ángel Romero como opções para compor o ataque do Corinthians contra o Palmeiras. Vagner Love foi afastado para aprimorar a forma física e a condição técnica, enquanto Malcom defende a Seleção Brasileira sub-20 no Mundial da categoria e Luciano segue lesionado.