Corinthians terá time misto na Colômbia; trio deve ser poupado

Fábio Carille já deixou claro que dará um descanso a boa parte da equipe titular no duelo desta quarta-feira, contra o Patriotas-COL, às 21h45

Comentar
Compartilhar
26 JUN 2017Por Gazeta Press19h00
Mais experientes devem ser poupados da viagemFoto: Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians

Depois de vencer o Grêmio, vice-líder do Campeonato Brasileiro, jogando na casa do adversário e abrir quatro pontos na liderança da competição, o técnico Fábio Carille deixou claro que dará um descanso a boa parte da equipe titular no duelo desta quarta-feira, contra o Patriotas-COL, às 21h45 (de Brasília), pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Preocupado com a sequência de jogos que os atletas têm enfrentado e de olho nas duas semanas “cheias” que pode ter de treinamento, já que o Brasileiro tem partidas marcadas apenas para os dias 2 e 8 de julho. Depois disso, voltam os duelos de quarta e domingo.

“Tenho algumas ideias, sim. Algumas coisas vão ser feitas, mas vamos decidir só na segunda-feira. Vamos esperar a reapresentação, ver o que o médico falar com cada um, preparação física. Algumas mudanças vão acontecer, sim”, avaliou o comandante.

O mais provável é que o trio mais criativo do ataque, com Jadson, Rodriguinho e Jô, nem sequer viaje para poder se recuperar do desgaste recente. Outros nomes, como o zagueiro Balbuena e o lateral esquerdo Guilherme Arana também podem sair da relação que viaja à Colômbia.

Preocupado sempre em manter todo o elenco interessado e envolvido, Carille pode dar chances nomes que pouco jogaram após o início da temporada, como o lateral esquerdo Moisés e o centroavante Kazim. Nada, porém, que o preocupe com relação ao rendimento dentro de campo.

“Em relação a elenco, cada vez mais me preocupo menos com desfalques. O Pedro Henrique jogou quatro jogos, foi bem. Paulo Roberto deu mais uma resposta boa. Sei do potencial do Paulo desde 2010, jogador com boa qualidade de passe. em 2010 era segundo volante no Guarani, muito feliz pela atuação dele. Só sei que cada vez menos me preocupo com desfalques”, concluiu.