Corinthians sofre nova queda brusca em dérbi e mantém sina de jogos grandes

Nas partidas mais desafiadoras, a equipe de Tite enfrenta dificuldades e, em várias oportunidades de 2016, não consegue produzir como de costume

Comentar
Compartilhar
13 JUN 2016Por Folhapress15h30
Nas partidas mais desafiadoras, a equipe de Tite enfrenta dificuldades e, em várias oportunidades de 2016, não consegue produzir como de costumeNas partidas mais desafiadoras, a equipe de Tite enfrenta dificuldades e, em várias oportunidades de 2016, não consegue produzir como de costumeFoto: Divulgação

O aproveitamento do Corinthians na temporada indica um time forte, com 69,7% dos pontos conquistados.

Mas, nas partidas mais desafiadoras, a equipe de Tite enfrenta dificuldades e, em várias oportunidades de 2016, não consegue produzir como de costume. O cenário se repetiu na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras no domingo.

Com apenas seis finalizações contra 15 palmeirenses, o Corinthians foi inferior e não conseguiu o resultado que desejava. A consequência foi não apenas quebrar a sequência de quatro vitórias seguidas, mas também a perda da liderança do Brasileirão. Os corintianos agora estão em quarto, fruto da atuação abaixo do padrão, segundo o próprio Tite reconheceu.

"O número de oportunidades foi baixo, sim. Temos que criar mais. São méritos do Palmeiras na marcação e nosso de não fugir do um contra um em possibilidade maior. É aprender para que no outro clássico seja maior (a criação)", analisou o treinador do Corinthians.

Aumentar o poder de criação e competitividade foi a ideia de Tite ao mudar a forma de jogar da equipe corintiana após as eliminações no Paulista e na Copa Libertadores. Mas, no Allianz Parque, o Palmeiras foi superior não só em finalizações, mas em desarmes, posse de bola e dribles, entre outros.

Confira os momentos da temporada em que o Corinthians sofreu para jogar o que pode:

Santos 2 x 0 Corinthians - 06/03
Foi um dos piores jogos do Corinthians no ano, com time misto. O clássico foi marcado por um escorregão de Yago diante de Ricardo Oliveira, que foi protagonista.

Palmeiras 1 x 0 Corinthians - 03/04
Mais uma partida em que o Corinthians pouco criou. Lucca, na melhor delas, perdeu pênalti. O Palmeiras ganhou com gol de Dudu e falha de Cássio.

Cerro 3 x 2 Corinthians - 09/03
O Corinthians vencia o Cerro Porteño, mas teve dois jogadores expulsos e não aguentou a pressão dos paraguaios, superiores no segundo tempo.

Santa Fe 1 x 1 Corinthians - 06/04
Depois de um primeiro tempo ruim, o Corinthians reagiu e foi ao ataque para conquistar resultado que valeu classificação contra o Santa Fe. Tite cita como um momento para ganhar maturidade.

Corinthians 2 x 2 Audax - 23/04
O Audax fez gols com Bruno Paulo e Tchê Tchê e conquistou a classificação nos pênaltis pela semifinal do Paulista. Sensação do torneio, a equipe de Fernando Diniz seria vice-campeã.

Nacional 0 x 0 Corinthians e Corinthians 2 x 2 Nacional - 27/04 e 04/05
O duelo que eliminou o Corinthians na Libertadores foi decidido no gol fora de casa a favor dos uruguaios. Em casa, o Nacional empatou sem gols, mas o time de Tite conseguiu uma finalização em 90 minutos. Já em Itaquera, os visitantes marcaram duas vezes, resistiram à pressão e avançaram.

Palmeiras 1 x 0 Corinthians - 12/06
Em mais um confronto Tite x Cuca, o palmeirense levou a melhor como mandante. Foram 12 finalizações palmeirenses contra seis dos corintianos, que jogaram sem torcida no clássico e reclamaram de um gol nos acréscimos anulado, mas tiveram bem menos oportunidades em 90 minutos.