Esportes

Corinthians misto vence Athletico, dorme em 2º e agora pensa no Flamengo

A festa armada pela estreia da camisa comemorativa ao título mundial contra o Chelsea, em 2012, foi completada pela vitória por 2 a 1

Folhapress

Publicado em 08/10/2022 às 23:26

Atualizado em 09/10/2022 às 08:34

Compartilhe:

Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Nem o torcedor mais otimista poderia imaginar uma noite tão perfeita para o Corinthians. A festa armada pela estreia da camisa comemorativa ao título mundial contra o Chelsea, em 2012, foi completada pela vitória por 2 a 1 sobre o Athletico-PR. O planejamento de Vítor Pereira em escalar uma equipe quase reserva deu resultado, o Corinthians marcou dois gols com Balbuena e Róger Guedes no primeiro tempo e só foi sofrer um pouco no jogo nos últimos minutos, mas conseguiu manter o triunfo. Erick descontou para os visitantes. Assim, manteve seu lugar no G4, se desgastou pouco e pensa só no Flamengo, rival da próxima quarta-feira (12), no primeiro jogo da final da Copa do Brasil.

O JOGO

O time paranaense veio disposto a tomar a iniciativa, mas logo saiu atrás do placar, quando Balbuena, livre, cabeceou e fez 1 a 0 para o Corinthians. A partir daí, o que se viu foi um passeio dos donos da casa. O Corinthians ficou à vontade no jogo e soube aproveitar. Após lance entre Ramiro e Hugo Moura, Anderson Daronco foi chamado pelo VAR e marcou pênalti para os paulistas. Roger Guedes dobrou a vantagem alvinegra aos 21 minutos. O camisa 10 era o destaque da equipe paulista e levava perigo sempre nas costas da dupla de zaga formada por Pedro Henrique e Nico.

Luis Felipe Scolari mexeu no intervalo e tentou dar um novo ânimo para a equipe paranaense. Mas o time esbarrava na pouca criatividade e não conseguia pressionar o Corinthians. As poucas chances de gol saíam de maneira aleatória. Erick, após cobrança de escanteio, diminuiu para o Athletico-PR, só que o gol não surtiu a pressão desejada.

Com a vitória, o Corinthians subiu para a 2ª posição, com 54 pontos, empatado com o Internacional, que tem um jogo a menos que o time paulista. O Athletico-PR estaciona na 6ª colocação, com 48 pontos.

O Corinthians volta suas atenções para a final da Copa do Brasil. O Corinthians recebe o Flamengo na Neo Química Arena na primeira partida da decisão do torneio, na quarta-feira (12). O Athletico-PR volta a campo no domingo (16), quando tem o clássico contra o Coritiba.

QUEM FOI BEM

Róger Guedes. Além de ter feito o segundo gol do Corinthians, movimentou-se bastante, abrindo espaço para os companheiros e conseguia levar perigo quando resolvia seguir sozinho nas jogadas.

QUEM FOI MAL

Pedro Henrique. Não conseguiu acompanhar Balbuena no lance do gol que abriu o placar, logo aos 5 minutos do primeiro tempo. Seguiu o restante do jogo sem conseguir conter o ataque do Corinthians. Ainda foi substituído no segundo tempo.

ATUAÇÃO CORINTHIANS

Mesmo com o time sem sete titulares - apenas Fagner, Balbuena, Fausto Vera e Róger Guedes iniciaram a partida -, o time mostrou que sabia o que fazer. Pressionou quando foi preciso, se retraiu para explorar os contra-ataques, e dominou o jogo do início ao fim.

ATUAÇÃO ATHLETICO-PR

Felipão apostou em uma equipe rápida para conseguir atacar o Corinthias, mas a estratégia ruiu aos 5 minutos com o gol de Balbuena. Perdido durante todo o primeiro tempo, só melhorou um pouco no segundo tempo. Chegou a marcar, mas não conseguiu pressionar os donos da casa.

CRONOLOGIA

De cabeça, Balbuena abriu o placar aos 6 minutos do primeiro tempo, e Róger Guedes, de pênalti, aos 22 minutos do primeiro tempo, para o Corinthans. Erick descontou aos 35 minutos do segundo tempo para o Athletico-PR.

CORINTHIANS
Carlos Miguel, Fagner (Rafael Ramos), Balbuena, Robert e Lucas Piton, Fausto Vera, Ramiro (Du Queiroz) e Giuliano (Maycon), Adson (Gustavo Mosquito), Róger Guedes (Yuri Alberto) e Mateus Vital. Técnico: Vítor Pereira.

ATHLETICO-PR
Bento, Orejuela (Khellven), Pedro Henrique (Matheus Felipe), Nico e Abner, Erick, Hugo Moura (Alex Santana) e Terans, Canobbio (Cuello), Vitor Roque (Pablo) e Vitinho. Técnico: Luis Felipe Scolari.

Estádio: Neo Química Arena (SP)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA/RJ) e Rafael da Silva Alves (FIFA/RS)
VAR: Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos: Ramiro (Corinthians)
Gols: Balbuena (COR), aos 6' e Róger Guedes (COR), aos 22', Erick (ATH), aos 35'/2ºT

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Premiações da Mega-Sena saem para Mongaguá e Praia Grande; veja quanto e lotéricas

Sorteio foi realizado pela Caixa Econômica Federal na noite do último sábado (20)

Cotidiano

Com salários de até R$ 32 mil e vagas no Litoral, concursos públicos abrem inscrições

Os principais concursos públicos e processos seletivos abriram vagas de emprego que abrangem todos os níveis de escolaridade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter