GOVERNO SAUDE

Corinthians estreia na Libertadores com derrota para o Guaraní no Paraguai

Timão terá de buscar a virada em Itaquera para avançar à terceira fase do torneio

Comentar
Compartilhar
05 FEV 2020Por Folhapress23h32
O Corinthians de Tiago Nunes acabou surpreendido com gol dos donos da casa logo aos sete minutosFoto: DANIEL AUGUSTO JR./AGÊNCIA CORINTHIANS

Com uma atuação tecnicamente fraca, o Corinthians estreou na Copa Libertadores de 2020 com uma derrota por 1 a 0 para o Guaraní-PAR, nesta quarta-feira (5), fora de casa, em jogo de ida da segunda fase preliminar.

Este resultado obriga a equipe paulista a vencer o duelo de volta, em Itaquera, por dois gols de diferença para seguir à próxima etapa da competição, a última antes da fase de grupos. Em caso de derrota simples ou empate, o Corinthians estará eliminado. Vitória por 1 a 0 levará a decisão aos pênaltis.

No Paraguai, o time de Tiago Nunes acabou surpreendido com gol dos donos da casa logo aos sete minutos. Após cruzamento de Iván Ramírez em cobrança de falta, Morel contou com falha da zaga alvinegra na montagem da linha de impedimento e marcou. Os corintianos ainda reclamaram de uma falta em Boselli na origem na jogada, mas a arbitragem ignorou.

Depois que o placar foi aberto, os paulistas conseguiram equilibrar o duelo e terminaram a etapa inicial com maior presença ofensiva. O time visitante acertou, inclusive, uma bola na trave, mas a derrota parcial seguiu.

Nos 45 minutos finais, o ímpeto alvinegro diminuiu, ao passo que aumentaram os erros de passes dos corintianos pelo meio, onde sobravam poucos espaços.

Na primeira vez em que enfrentou o Guaraní em um mata-mata, o Corinthians também voltou do Paraguai com uma derrota. Em 2015, pelas oitavas de final, o revés por 2 a 0 fez o time paulista ter de vencer no duelo de volta, no mínimo, pelo mesmo placar para ter a chance disputar os pênaltis.

Em Itaquera, no entanto, a equipe então comandada pelo técnico Tite sucumbiu novamente diante do modesto adversário e foi derrotada por 1 a 0, resultado que fez o clube dar adeus à Libertadores na ocasião.

Neste século, o Corinthians conseguiu ir além do primeiro mata-mata depois da fase de grupos somente uma vez, em 2012, justamente no ano em que conquistou o inédito título -foram nove participações nesse período, com sete eliminações nas oitavas.

A queda mais traumática, no entanto, aconteceu bem antes do desta fase. Em 2011, quando também teve de disputar a pré-Libertadores como na atula temporada, o time que contava com astros como Ronaldo e Roberto Carlos foi superado pelo Tolima (COL).

Naquela ocasião, o desconhecido time colombiano empatou a partida de ida, no Pacaembu, por 0 a 0, e venceu em casa, por 2 a 0, jogo marcado por ter sido o último de Ronaldo antes de se aposentar.

Sob o risco de viver novo trauma na competição, o Corinthians receberá o Guaraní em Itaquera na próxima quarta (12), também às 21h30 (de Brasília).

 

FICHA TÉCNICA
GUARANÍ-PAR 1 X 0 CORINTHIANS

GUARANÍ-PAR
Servio; Ramírez, Romaña, Báez, Guillermo Benítez; Angel Benítez, Morel e Edgar Benítez (Maná); Florentín Bobadillha (Barrientos), Redes e Fernández (Bobadilla). T.: Gustavo Costas

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley (Piton); Camacho, Cantillo e Luan; Janderson (Madson), Everaldo (Mateus Vital) e Boselli. T.: Tiago Nunes

Estádio: General Pablo Rojas, em Assunção (PAR)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Cartões amarelos: Guillermo Benítez e Morel (GUA); Camacho (COR)
Gol: Morel (GUA), aos 7 minutos do 1º tempo