Corinthians anuncia acordo para financiamento de sua arena

A Caixa servirá como intermediária no empréstimo repassado ao Timão pelo BNDES. O acordo já vinha sendo negociado há meses, com a expectativa de que não passasse do fim do ano

Comentar
Compartilhar
29 NOV 201313h28

O Corinthians confirmou nesta sexta-feira a assinatura de seu contrato de financiamento para seu estádio, que está sendo construído em Itaquera. Dois dias depois do acidente que matou dois operários nas obras da arena, o clube enfim conseguiu o acordo para receber os R$ 400 milhões.

“A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista comunica que foi assinado na data de hoje, com a Caixa Econômica Federal, o contrato de financiamento de longo prazo da Arena Corinthians no âmbito do Programa ProCopa Arenas”, informou o clube por meio do comunicado.

Neste caso, a Caixa servirá como intermediária no empréstimo repassado ao Timão pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O acordo já vinha sendo negociado há meses, com a expectativa de que não passasse deste fim de ano.

O Programa ProCopa Arenas garante condições e taxas especiais de financiamento de obras relacionadas à Copa do Mundo de 2014. Durante este ano, o ex-presidente alvinegro Andrés Sanchez, hoje responsável pelo novo estádio, chegou a dizer que as obras seriam paralisadas sem o acordo.

Dois dias depois do acidente que matou dois operários nas obras da arena, o clube enfim conseguiu o acordo para receber os R$ 400 milhões (Foto: Agência Brasil)

Inicialmente, o clube tentou ter o Banco do Brasil como avalista no acordo com o BNDES, mas não conseguiu assinar o contrato. Com isso, o Corinthians passou a negociar com a Caixa, que aceitou os termos propostos pelo clube e pela construtora Odebrecht.

A assinatura do contrato foi feito justamente nesta semana triste para a Arena Corinthians, pois a queda de um guindaste, na quarta-feira, matou dois operários. Por conta disso, uma parte do estádio está interditada para a realização da perícia. Além disso, os operários foram liberados dos trabalhos nesta semana em sinal de luto, retornando apenas na segunda-feira.

O estádio alvinegro é o escolhido para receber a abertura da Copa do Mundo de 2014, incluído no cronograma do torneio depois que a Fifa excluiu o Morumbi da lista de arenas.