Conmebol adia Inter x Boca pela Libertadores após morte de Maradona

Partida de ida agora será realizada no dia 2 de dezembro e a volta no dia 9, em Buenos Aires

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2020Por Folhapress17h47
Torcedor do clube, Maradona foi contratado pelos xeneizes em 1981Foto: Reprodução

Após a morte de Diego Armando Maradona, nesta quarta-feira (25), aos 60 anos, a Conmebol atendeu a um pedido do Boca Juniors (ARG) e adiou o jogo do clube contra o Internacional, que seria disputado às 21h30 desta quarta (25), em Porto Alegre, válido pelas oitavas de final da Libertadores.


Em nota, a entidade divulgou que a partida de ida agora será realizada no dia 2 de dezembro e a volta no dia 9, em Buenos Aires.


"A Conmebol, através de sua Direção de Competições de Clubes, tomou a decisão de trocar as datas das partidas devido ao falecimento do astro de futebol Diego Maradona e seu estreito vínculo com o clube argentino", diz trecho da nota.


O ex-jogador é o grande ídolo da torcida xeneize.


De acordo com a emissora de TV argentina TyC Sports, o pedido foi feito porque o elenco do Boca ficou muito abalado com a morte de Diego.


O técnico do clube, Miguel Ángel Russo, foi companheiro de Maradona na seleção argentina. O ex-jogador também foi treinador de Tévez na seleção e tinha uma relação muito próxima com o atual camisa 10 da equipe argentina.


Maradona é um dos maiores ídolos do Boca Juniors. Torcedor do clube, ele foi contratado pelos xeneizes em 1981, vindo do Argentino Juniors. No ano seguinte, ele e se transferiu para o Barcelona.


No Twitter, o time argentino lamentou a morte de seu ídolo.


O Internacional também manifestou pesar pela morte de Maradona. O time brasileiro o definiu como um dos "maiores camisas 10 da história."