X
Esportes

Comissária de voo da Chapecoense vai processar a Lamia por falta de salário

Com dificuldades financeiras, a comissária iniciou uma campanha na internet para receber doações até que possa ter condições de voltar a trabalhar

Acidente vitimou 71 pessoas em novembro do ano passado / Divulgação

A comissária Ximena Suárez, uma das seis sobreviventes do voo da Chapecoense, anunciou que abrirá um processo contra a companhia Lamia para receber seus salários e benefícios trabalhistas.

Ximena, que está com o pé direito imobilizado e recebe atenção de uma psicóloga desde que deixou o hospital, afirmou que não recebeu os salários dos cinco últimos meses e ninguém da empresa se comunicou com ela para dar um parecer da situação. Ela recebia US$ 400 (R$ 1.268,00) mensais.

O advogado Carlos Subirana contou que Ximena, ao menos, recebeu ajuda do seguro contratado pela Lamia. A companhia arcará com todos os gastos médicos que ela teve na Colômbia e a atenção que está recebendo na Bolívia, sendo que o valor não poderá ultrapassar US$ 25 mil (R$ 79 mil).

Com dificuldades financeiras, a comissária iniciou uma campanha na internet para receber doações até que possa ter condições de voltar a trabalhar. Ela afirma que vem tendo dificuldades para dormir e está gastando bastante com medicamentos.

A meta de Ximena é arrecadar US$ 100 mil (R$ 317 mil). Em dois dias, recebeu US$ 1.150 (R$ 3,65 mil).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Demanda antiga da população, Rua Maria Pacheco Nobre recebe novo asfalto

Localizada no bairro Náutica III, via também passou por obras de drenagem, que vão melhorar o escoamento das águas pluviais

Cotidiano

Frente fria chega nessa madrugada e Região terá chuva até quarta

O domingo já começou nublado e deverá permanecer assim, com pouquíssimas aberturas de sol

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software