Com Real a quatro pontos do Barça, diretor ainda crê em título espanhol

Segundo ele, é possível o Real repetir uma sequência de vitórias como na temporada passada para disparar na reta final e levantar a taça do Espanhol

Comentar
Compartilhar
25 MAR 201515h03

Mesmo com a derrota no confronto direto do último domingo, no Camp Nou, que deixou o Real a quatro pontos do líder Barcelona, o diretor merengue Jorge Valdano está convencido de que a equipe da capital pode buscar o título. Segundo ele, é possível o Real repetir uma sequência de vitórias como na temporada passada para disparar na reta final e levantar a taça do Espanhol.

Participando de um evento corporativo nesta quarta, Valdano mostrou seu otimismo à imprensa. “Quatro pontos é muito pouco. Todos sabemos que o Real é capaz de vencer dez jogos seguidos. E se ganhar, tem muitas possibilidades de ser campeão da Liga. É um grupo que merece toda a confiança, tanto os jogadores quanto o treinador. A partir de agora, a torcida também conta, animando e fazendo com que a equipe se sinta apoiada”, comenta.

Diretor Jorge Valdano acredita que Real pode diminuir diferença para Barça e conquistar Espanhol (Foto: Divulgação)

Perguntado sobre a atitude de Cristiano Ronaldo no último clássico, que fez provocações ao juiz Mateu Lahoz, o diretor do Real preferiu minimizar o acontecido. Na última terça, Javier Tebas – mandatário da entidade que coordena o Espanhol – ainda cogitou uma nova suspensão ou multa ao camisa 7. “É um problema da grandeza do clube. Tiveram jogadores que cresceram com ela, como Sergio Ramos, que amadureceu muito e cada vez mais está a altura do clube, o que não é fácil”, considera.

Apesar de contradizer o discurso de Ancelotti, que ainda nos vestiários do Camp Nou abdicou de brigar pelo título espanhol para se concentrar na tentativa do bi inédito da Liga dos Campeões, Valdano acredita que, depois do susto contra o Schalke, o time chegará mais preparado para enfrentar o Atlético de Madri nas quartas de final. “O Real chegará muito mais inteiro. Estamos recuperando Modric e Sergio Ramos, e ainda esperamos por James. Com esses jogadores o nível de competição com certeza aumentará”, defende.