Com Massa em quarto, Rosberg vence GP da Áustria e abre vantagem

O brasileiro conseguiu seu melhor resultado na temporada. Com o resultado da corrida deste hoje, o alemão chega a 165 pontos na primeira colocação do Mundial

Comentar
Compartilhar
22 JUN 201410h48

O alemão Nico Rosberg abriu ainda mais vantagem na liderança do Campeonato Mundial de Fórmula 1, neste domingo, ao vencer o Grande Prêmio da Áustria da categoria. Largando da terceira colocação em Spielberg, o piloto aproveitou o bom ritmo do carro da Mercedes e conquistou sua terceira vitória no ano.

Rosberg chegou ao GP da Áustria já com boa vantagem na ponta do Mundial de F-1 sobre Lewis Hamilton, obrigado a abandonar o GP do Canadá, etapa anterior do calendário. Com a vitória neste domingo, o alemão abriu ainda mais sete pontos sobre o companheiro de equipe, segundo colocado da corrida em Spielberg. O finlandês Valtteri Bottas garantiu à Williams o primeiro pódio da temporada, ficando em terceiro.

O brasileiro Felipe Massa conseguiu seu melhor resultado na temporada. Depois de quebrar um jejum de seis anos sem conquistar uma pole position, o paulista andou na frente durante o primeiro trecho da corrida, mas perdeu posições nas paradas para troca de pneus e cruzou a linha de chegada na quarta colocação.

Fernando Alonso foi o quinto, seguido pelo mexicano Sergio Pérez, o dinamarquês Kevin Magnussen, o australiano Daniel Ricciardo, o alemão Nico Hulkenberg e o finlandês Kimi Raikkonen, que completaram a zona de pontuação.

Com o resultado da corrida deste domingo, Rosberg chega a 165 pontos na primeira colocação do Mundial, com Lewis Hamilton ocupando a segunda colocação com 136. A próxima etapa do calendário da Fórmula 1 é o Grande Prêmio da Inglaterra, no tradicional circuito de Silverstone, em 6 de julho.

Rosberg venceu o GP da Áustria (Foto: Divulgação/Mercedes)

A prova

O brasileiro Felipe Massa não desperdiçou a rara oportunidade de largar na pole position e começou bem o GP da Áustria, neste domingo, defendendo a primeira colocação sem ser ameaçado. Nico Rosberg chegou a ultrapassar Valtteri Bottas para assumir a vice-liderança na curva inicial, mas o finlandês deu o troco pouco depois.

O destaque do início da prova foi o britânico Lewis Hamilton, que saltou rapidamente da nona para a quarta colocação, recuperando-se parcialmente do erro no treino classificatório. O pelotão da frente logo abriu vantagem muito confortável sobre o restante dos pilotos em Spielberg.

Rosberg foi o primeiro dos ponteiros a parar nos boxes, na 12ª volta, retornando à pista na oitava colocação. Dois giros depois, foi a vez de Hamilton trocar os pneus. Massa parou na 15ª volta e quando retornou à pista estava atrás do alemão da Mercedes e logo foi ultrapassado pelo britânico. Nos boxes, também perdeu posição para Bottas, que ficou entre os representantes da escuderia alemã.

Os quatro ficaram atrás do mexicano Sergio Pérez, que largou no fim do grid e adotou estratégia diferente, retardando as paradas nos boxes. Na 27ª volta, Rosberg e Bottas ultrapassaram o mexicano, já sofrendo com o desgaste excessivo dos pneus. No giro seguinte, foi a vez de Hamilton. Massa ganhou a posição na 29ª volta na parada do piloto da Force India.

Os pilotos da Mercedes novamente abriram a segunda rodada de pit-stops entre os ponteiros, com Rosberg se conservando à frente de Hamilton. Bottas foi aos boxes logo na sequência, deixando Felipe Massa na primeira posição. O brasileiro seguiu na pista até a 44ª volta, quando finalmente trocou os pneus.

O brasileiro voltou à pista atrás do mexicano Sergio Pérez, em reedição da polêmica disputa por posição do GP do Canadá, em que os dois bateram. Massa logo diminuiu a diferença para o rival da Force India, mas não o atacou, esperando a nova parada do adversário para ganhar a quarta posição.

Rosberg conseguiu conservar vantagem confortável sobre Hamilton na liderança, o que também ocorreu entre Bottas e Massa. Nas 15 voltas finais, o brasileiro tentou cortar a diferença para o finlandês, mas não obteve sucesso e ainda precisou se defender do espanhol Fernando Alonso, que se aproximou rapidamente, mas não conseguiu a ultrapassagem.

Sem receber ataques de Hamilton, Rosberg se manteve tranquilo na primeira colocação para receber a bandeira quadriculada na primeira posição pela terceira vez no ano, seguido por Hamilton, Bottas e Massa.

Veja o resultado do Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1:

1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
2: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
3: Valtteri Bottas (FIN/Williams)
4: Felipe Massa (BRA/Williams)
5: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
6: Sergio Pérez (MEX/Force India)
7: Kevin Magnussen (DIN/McLaren)
8: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
9: Nico Hulkenberg (ALE/Force India)
10: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
11: Jenson Button (ING/McLaren)
12: Pastor Maldonado (VEN/Lotus)
13: Adrian Sutil (ALE/Sauber)
14: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
15: Jules Bianchi (FRA/Marussia)
16: Kamui Kobayashi (JAP/Caterham)
17: Max Chilton (ING/Marussia)
18: Marcus Ericsson (SUE/Caterham)
19: Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)
Não completaram:
Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso)
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)