Com ingresso mais barato, Kleina quer ver energia do Pacaembu cheio

A expectativa de Gilson Kleina é sentir no Pacaembu algo superior ao da estreia na Libertadores, quando 17.744 torcedores adquiriram ingressos

Comentar
Compartilhar
23 FEV 201316h43

Com média 6.683 pagantes em seus quatro jogos como mandante no Campeonato Paulista, o Palmeiras barateou seus ingressos para o jogo deste domingo, contra o União Barbarense. E a expectativa de Gilson Kleina é sentir no Pacaembu algo superior ao da estreia na Libertadores, quando 17.744 torcedores adquiriram ingressos para ver a vitória sobre o Sporting Cristal.

“Chegar ao estádio e ver a torcida junto, participativa... Nossa torcida, quando joga junto, é espetacular. É uma energia que não se coloca, só se sente na hora. Transforma nossos jogadores, fica um clima bem favorável para desenvolver um grande futebol”, apontou o técnico, que quer se aproveitar do ânimo adquirido também pelo empate com o Corinthians no domingo (24).

“De repente gerou um clima de desconfiança, mas agora é de confiança e expectativa. Só vamos atrair novamente e buscar a força maior ainda que a torcida tem de encher o Pacaembu com demonstração em campo, vestindo a camisa com orgulho e o torcedor vendo os jogadores se entregando”, prosseguiu o treinador.

Treinador considera a força transmitida por um estádio lotado de palmeirenses apoiando a equipe é indescritível (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Apesar de o público não ser tão grande quanto todos esperavam no clube, Kleina crê que quem tem ido ao estádio está disposto a apoiar – embora nos dois primeiros jogos do Pacaembu tenha ocorrido vaia e até divisão entre membros de organizada e o resto do estádio. “A torcida está nos apoiando. E a cada jogo vai nos apoiar mais”, projetou.

O embalo atual é a aposta do técnico. “Todos estão mobilizados por um mesmo objetivo. Com o resultado positivo, tudo se desenvolve melhor. O maior benefício de uma sequência positiva, com certeza, é a confiança que aflora em nós”, definiu, antes de filosofar. “O passado já foi feito, agora temos que fazer de tudo para melhorar o futuro fazendo o presente.”