Com gols de Barcos e Valdivia, Palmeiras vence e reencontra a paz

O resultado levou o time de Gilson Kleina aos sete pontos, no sexto lugar.

Comentar
Compartilhar
31 JAN 201323h20

O Palmeiras se recuperou da derrota na rodada passada e conseguiu um pouco de paz, na noite desta quinta-feira, no Pacaembu. Na volta de Valdivia ao time titular, o Verdão derrotou o São Bernardo por 3 a 0 e foi aplaudido pela maior parte da torcida presente no estádio, pelo Campeonato Paulista.

O atacante Hernán Barcos abriu e fechou o placar, enquanto o chileno assinalou o segundo. Vaiado pela Mancha Alviverde e aplaudido pelo restante do estádio no domingo, o Mago comemorou de forma tímida e apontou para a direção das numeradas, onde os fãs vibraram e gritaram seu nome.

O meio-campista não era titular desde 6 de outubro do ano passado, quando sofreu uma lesão no joelho em clássico contra o São Paulo. O resultado levou o time de Gilson Kleina aos sete pontos, no sexto lugar. Já os visitantes ainda não venceram na competição e ocupam a lanterna, com apenas um.

O Palmeiras volta a campo no domingo, quando enfrentará o XV de Piracicaba, no estádio Barão de Serra Negra. Já o time do ABC joga no mesmo dia contra outro time da região, o São Caetano, no Primeiro de Maio.

Barcos balançou as redes duas vezes (Foto: Divulgação)

O jogo

A necessidade de reagir diante de sua torcida fez o Palmeiras partir para o ataque desde o início, mas sem eficiência. Vinícius chamou as jogadas no começo e, ao receber de Barcos, tentou resolver sozinho, limpando a defesa e finalizando fraco, nas mãos de Wilson Júnior. Na jogada seguinte, o prata da casa arriscou novamente e não conseguiu marcar.

A primeira boa chance saiu aos 13 minutos, quando Maikon Leite bateu escanteio e Maurício Ramos cabeceou muito perto da trave. Mesmo com espaços, o Verdão não conseguia impor um ritmo forte na frente. Assim, na resposta dos visitantes, Fernando Baiano encarou a marcação pela meia-esquerda e arrematou firme em busca do ângulo, carimbando o travessão.

Ainda com pouca criatividade, o time de Gilson Kleina quase ganhou uma ajuda do adversário, já que Régis tentou afastar cruzamento na área e mandou na direção do próprio gol, por cima do travessão. Na cobrança de Maikon Leite no escanteio, aos 32, Valdivia desviou na primeira trave e Barcos apareceu atrás para empurrar de barriga para as redes.

Depois do gol, o Palmeiras melhorou, mas ainda levou um susto, pois Márcio Garcia cabeceou para perto do travessão depois de cobrança de escanteio. A partir daí, só o Palmeiras fez as jogadas. Valdivia recebeu na área e arrematou com força, mas Wilson Júnior espalmou.

Antes do fim do primeiro tempo, Barcos tocou na esquerda para Vinícius, que ganhou da marcação e devolveu para o Pirata, mas a finalização do argentino parou nas mãos do goleiro. Para encerrar a etapa, Maikon Leite driblou um zagueiro na entrada da área e levantou a torcida, que se decepcionou ao ver o chute para longe do atacante.

No intervalo, o São Bernardo passou por mudança, com Michael no lugar de Glaydson, mas o Palmeiras voltou bem melhor para a etapa final. Aos cinco minutos, Maikon Leite recebeu a bola pela direita e cruzou na medida para Valdivia, que apareceu livre para cabecear e fazer o gol. Na comemoração, o chileno apontou para as numeradas do estádio, onde estavam os torcedores que o apoiaram na rodada passada.

No lance seguinte, Wesley recebeu na meia-lua e mandou para perto da trave do adversário. Superior e com confiança, o Palmeiras ampliou aos dez minutos. Maikon Leite recebeu de Wesley na linha de fundo, pela direita, e bateu travado pela defesa. A bola sobrou para Barcos, que, diante do gol livre, só escorou para as redes.

Pouco depois, Valdivia fez lançamento para Maikon Leite, que driblou o zagueiro e chutou no canto, mas Wilson Júnior se esticou para fazer grande defesa. Ao perceber a dificuldade de sua equipe, Luciano Dias tirou Ricardinho e colocou Naldinho no jogo. Já Kleina substituiu Vinícius, aplaudido, por Patrick Vieira.

O Verdão administrou o placar e a torcida voltou a se levantar no momento em que Valdivia foi substituído pelo garoto Edilson, que disputou a Copa São Paulo. O chileno foi aplaudido pela maior parte do estádio. O time da capital quase marcou mais um pouco depois, no momento em que Barcos girou na área e exigiu grande defesa do goleiro. As chances claras pararam em Wilson Júnior, mas a vitória foi suficiente para aliviar o time alviverde.