Com gol de pé direito, Dante comemora feito inédito na carreira

“Não poderia ser outro jogador com a taça, né? Ainda fiz um gol de pé direito. Isso nunca tinha acontecido na minha vida!”, comemorou o zagueiro

Comentar
Compartilhar
22 DEZ 201311h45

O zagueiro brasileiro Dante saiu do estádio de Marrakesh, onde o Bayern de Munique conquistou o Mundial de Clubes com uma vitória por 2 a 0 sobre o Raja Casablanca, com o troféu do torneio debaixo do braço. O jogador estava radiante – ainda mais por ter marcado um gol na decisão deste sábado.

“Não poderia ser outro jogador com a taça, né? Ainda fiz um gol de pé direito. Isso nunca tinha acontecido na minha vida!”, comemorou Dante, lembrando que amigos haviam previsto o seu feito. “Várias pessoas me ligaram, falando que eu faria o gol”, contou, em entrevista ao SporTV.

Apesar de satisfeito com a sua atuação, o zagueiro preferiu valorizar o conjunto do Bayern. “Graças a Deus, fui premiado com um golzinho. Mas o mais importante foi a dedicação do nosso clube, dos jogadores. Falava-se de falta de motivação, mas somos profissionais. Tivemos humildade e respeitamos todos os adversários”, discursou.

Mesmo motivado a conquistar o título mundial, o Bayern caiu no sono no segundo tempo da final com o Raja. O time alemão se acomodou depois de abrir 2 a 0 de vantagem – o hispano-brasileiro Thiago Alcântara também anotou na etapa inicial.

Dante levantou o troféu do Mundial no gramado e não largou mais ao deixar o estádio em Marrakesh (Foto: Matthias Schrader/Associated Press/Estadão Conteúdo)

“Isso é algo meio natural, pois adotamos um sistema de jogo de querer controlar. Mas temos que melhorar nesse aspecto, indo para cima no segundo tempo, tentando matar o jogo. Os jogadores do Bayern nunca podem estar contentes. Devem sempre querer mais”, ensinou o campeão mundial Dante.