Com futuro indefinido, Claudinei vê bom relacionamento e destaca “vitrine"

“Tenho laço com o Santos, são sete anos trabalhando aqui, passei por vários setores do clube. Tenho muito prazer de trabalhar no Santos. Quero cumprir meu contrato até o final", afirmou o técnico

Comentar
Compartilhar
04 NOV 201323h09

Com contrato até o fim do ano no Santos, o técnico Claudinei Oliveira segue sem saber se estará no comando da equipe praiana na próxima temporada. Após cobrar publicamente uma definição por parte da diretoria e ouvir o presidente em exercício, Odílio Rodrigues, dizer que ele havia optado “pelo caminho errado”, o treinador santista escolheu não mais se manifestar sobre o tema. Apesar disso, o treinador garante que o seu relacionamento com a cúpula alvinegra é bom.

“Sobre esse assunto eu já falei o que tinha de ser falado. Depois do jogo (derrota para o Cruzeiro, no último domingo, na Vila Belmiro), batemos um papo amigável com o doutor Odílio. Tenho o maior respeito por ele, é uma pessoa muito educada. Conversamos tranquilamente e não é o momento de precipitar nada”, afirmou.
Indagado sobre se acredita ter aproveitado a chance no time profissional apór ter passado pelas categorias de base do clube , Claudinei avaliou  o seu trabalho positivamente.

“Estou tendo uma vitrine do tamanho da grandeza do Santos para mostrar o meu trabalho. Talvez tenham treinadores de mais nome que não tenham ficado cinco meses no clube, como eu. Espero estar aproveitando essa oportunidade. Acredito que, por tudo o que aconteceu, as tormentas que o Santos viveu nesse ano, como a saída do Neymar e a derrota para o Barcelona (goleada por 8 a 0), a avaliação do desempenho geral não pode ser negativa. Até porque, temos elencos com jogadores mais rodados, no Campeonato Brasileiro, que estão abaixo da gente. Temos um grupo jovem”, comentou.

O técnico também foi questionado se, caso recebesse uma oferta de outra equipe, como procederia nesta hipótese. Claudinei destacou que a sua intenção é cumprir o contrato com o Santos para, depois, resolver seu destino em 2014.

Claudinei destacou que a sua intenção é cumprir o contrato com o Santos para, depois, resolver seu destino em 2014 (Foto: Flickr/Santos FC)

“Tenho laço com o Santos, são sete anos trabalhando aqui, passei por vários setores do clube. Tenho muito prazer de trabalhar no Santos. Quero cumprir meu contrato até o final. Se, ao término, o Santos não renovar, não estarei sendo dispensado. É uma opção do clube, coisa natural. Assim como se eu receber uma proposta, a prioridade é do Santos. Não posso assinar com outro time, mas posso ouvir propostas, sempre respeitando o empregador, com o qual tenho um bom relacionamento”, finalizou.