Com Bolsonaro na Vila, Santos e São Paulo empatam

Essa foi a primeira vez que um presidente da República em exercício assiste a um jogo no estádio santista

Comentar
Compartilhar
16 NOV 2019Por Folhapress19h54
Com o resultado, o Santos está classificado para a G6Foto: Reprodução/Facebook/Santos FC

 Com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, Santos e São Paulo empataram em 1 a 1 na Vila Belmiro, neste sábado (16).


A equipe santista foi mais presente no ataque, sobretudo na primeira etapa, quando marcou com Carlos Sánchez, artilheiro do time, de pênalti.


O São Paulo ameaçou em contra-ataques rápidos, como o que culminou no gol de Daniel Alves, que iniciou o a jogada e apareceu dentro da área para completar o cruzamento de Vitor Bueno.


Com o empate, o Santos vai a 65 pontos e perde a chance de pressionar o vice-líder Palmeiras, que com 67 joga neste domingo (17) contra o Bahia.


Já o São Paulo, que soma agora 53 pontos, poderia ter se aproximado do quarto colocado, o Grêmio, mas estaciona três pontos atrás do adversário, que também no domingo enfrenta o Flamengo.


O presidente Jair Bolsonaro foi recebido com gritos de "mito" na Vila Belmiro, também foi vaiado, e assistiu ao jogo ao lado do presidente do Santos, José Carlos Peres.


Essa foi a primeira vez que um presidente da República em exercício assiste a um jogo no estádio santista.

SANTOS
Everson; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jorge; Alison (Jean Mota), Evandro (Tailson) e Carlos Sánchez; Felipe Jonatan (Diego Pituca), Marinho e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli.

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Liziero), Tchê Tchê e Igor Gomes; Daniel Alves (Gabriel Sara), Vitor Bueno e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 1 SÃO PAULO
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Ang Ribeiro
Cartões amarelos: Bruno Alves, Vitor Bueno, Pablo (São Paulo)
Gols: Carlos Sánchez (SAN), aos 7 minutos do primeiro tempo, e Daniel Alves (SAO), aos 9 minutos do segundo tempo.