Com Arouca titular e ausência de Valdivia, Oswaldo treina defesa no Palmeiras

O técnico comandou um trabalho tático em que a prioridade era o setor defensivo e deu uma amostra de parte da escalação para o jogo de domingo

Comentar
Compartilhar
20 MAI 201515h24

O volante Arouca deve ser a principal novidade do Palmeiras para enfrentar o Goiás, domingo, às 11h, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Recuperado de um estiramento na coxa esquerda, o jogado foi testado entre os titulares na atividade comandada pelo técnico Oswaldo de Oliveira nesta quarta-feira, na Academia de Futebol. A ausência do treino foi o meia Valdivia novamente liberado para resolver assuntos particulares.

Oswaldo comandou um trabalho tático em que a prioridade era o setor defensivo e deu uma amostra de parte da escalação para o jogo de domingo. Os possíveis titulares que iniciaram a atividade foram Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo, Egídio, Gabriel e Arouca. Pela montagem do time, a tendência é que Zé Roberto seja mantido no meio.

O clube deve entrar nesta quarta ou quinta-feira com o pedido do efeito suspensivo para que o atacante Dudu possa atuar no domingo. Ele foi suspenso por 180 dias pela expulsão no clássico com o Santos, na decisão do Paulista, mas os dirigentes confiam que conseguirão a liberação do atleta, pelo menos provisoriamente. Assim, ficariam duas vagas para três jogadores: Rafael Marques, Leandro Pereira e Robinho.

O volante Arouca deve ser a principal novidade do Palmeiras para enfrentar o Goiás (Foto: Agência Palmeiras)

Em relação a Valdivia, assim como aconteceu na terça-feira, ele foi liberado do treino para resolver assuntos particulares, mas segundo a assessoria de imprensa do clube, treinará normalmente à tarde, em atividade que será sem a presença da imprensa. Além do chileno, quem não treinou foram o volante Andrei Girotto e o atacante Kelvin. Ambos se recuperam de gripe. Já Tobio, Jackson e Cleiton Xavier fazem recondicionamento físico, recuperados de lesões, mas não devem ter condições de atuar no domingo.