Cícero vira “homem-chave” no São Paulo e ouve elogios de Ceni

Segundo o técnico do Tricolor, além da qualidade, a experiência do meio-campista vem contribuindo para o crescimento da equipe neste início da temporada

Comentar
Compartilhar
02 MAR 2017Por Gazeta Press14h30
Cícero recebeu elogios do técnico Rogério Ceni após marcar três gols em vitória tricolorFoto: Rubens Chiri/SPFC

Protagonista da classificação do São Paulo à terceira fase da Copa do Brasil, Cícero virou o “homem-chave” no time treinado por Rogério Ceni. Segundo o técnico do Tricolor, além da qualidade, a experiência do meio-campista vem contribuindo para o crescimento da equipe neste início da temporada.

Na noite da última quarta-feira, Cícero marcou três vezes na vitória do time do Morumbi por 4 a 2 sobre o PSTC-PR, em Londrina. Primeiro, ele completou rebote do goleiro e completou de cabeça. O segundo gol veio após uma tabela com Lucas Pratto e o terceiro foi resultado de um chute de fora da área, o que mostra o vasto repertório do experiente jogador.

“O Cícero é um homem-chave em qualquer equipe. Foi assim no Fluminense, no ano passado. Um jogador com 32 anos alia experiência, tem bom jogo aéreo, finaliza bem de fora da área. Não por hoje, mas pelos jogos que participou”, analisou, em coletiva de imprensa concedida após a partida.

Desde que retornou ao São Paulo, em janeiro, Cícero vem cumprindo com as determinações de Rogério Ceni, desempenhando diversas funções táticas durantes as partidas e transmitindo sua experiência para os atletas mais jovens, que passam por um momento de transição entre base e profissional.

“Ajuda os mais jovens, como Araruna. Se eu precisar, ele faz um segundo atacante. Pela amizade que temos ao longo do tempo, ele entende o que eu quero com ele”, acrescentou o técnico, ex-companheiro de Cícero no time do São Paulo de 2011 e 2012.

Após sua melhor partida com a camisa tricolor em seu retorno, Cícero comemorou a atuação e prometeu presentear o seu filho com a bola do jogo. O camisa 8 também retribuiu os elogios do comandante.

“Fiquei muito feliz de chegar ao São Paulo num novo momento, ainda mais com o Rogério de treinador. Na minha concepção, é o nome que era viável para resgatar a confiança do clube e ele está fazendo isso muito bem neste começo de trabalho. Sabe que pode sempre melhorar algumas coisas. Para mim isso é muito gratificante”, finalizou.

Com o triunfo sobre o PSTC, o São Paulo enfrentará o ABC, de Natal, na terceira fase da Copa do Brasil. As datas e os mandos de campos ainda serão definidos pela organizadora do torneio, a CBF. Pelo Campeonato Paulista, o Tricolor voltará a campo no domingo, às 16 horas (de Brasília), para enfrentar o Santo André, no Morumbi.