CBF busca a Fifa e força Diego Costa a escolher Brasil ou Espanha

Pelas regras da Fifa, um jogador, de forma geral, tem "obrigação" de atender a uma convocação de uma associação de sua nacionalidade

Comentar
Compartilhar
24 OUT 201320h24

A CBF colocou Diego Costa em uma encruzilhada. A Fifa confirmou nesta quinta-feira ter recebido carta enviada pela entidade nacional antecipando a convocação do atacante para a seleção brasileira, revelada no dia anterior por Luiz Felipe Scolari ao cair em um trote de um humorista de uma rádio espanhola. Com o ato, a CBF obriga o atacante a se manifestar e tornar oficial por qual seleção quer jogar.

Pelas regras da Fifa, um jogador, de forma geral, tem "obrigação" de atender a uma convocação de uma associação de sua nacionalidade. Como Diego Costa tem dupla cidadania, pode recusar o chamado de Felipão e optar pelo convite de Vicente Del Bosque para defender a Espanha. Mas tem de fazer isso por escrito e justificar claramente seus motivos. "Será como assinar um divórcio definitivo", disse uma fonte que acompanha de perto a polêmica.

Felipão vai anunciar a lista completa dos convocados para os amistosos de novembro contra Honduras (no dia 16, em Miami) e Chile (no dia 19, em Toronto) na próxima quinta. Mas a "pegadinha" de que foi vítima precipitou o processo em relação a Diego Costa.

A CBF alega que o técnico agiu de boa-fé ao falar com o humorista espanhol que se passou pelo presidente do Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, e que atendeu a ligação porque ela foi feita para o telefone da entidade. No contato, confirmou a intenção de contar com o jogador. Descoberta a fraude, o treinador decidiu formalizar a convocação de Diego Costa.

Diego Costa terá que escolher entre Brasil e Espanha (Foto: Associated Press)

O atacante está pressionado e nesta quinta evitou contato com jornalistas. Há 20 dias, afirmou à imprensa espanhola que queria jogar pela atual campeã mundial. Aparentemente, não mudou de ideia. Nesta quinta, a reportagem conversou com um amigo dele, e de seus familiares, que reside em Lagarto, em Sergipe - onde Diego Costa nasceu. Ele garantiu ter falado com o jogador recentemente e que o sentiu "angustiado". "Diego está chateado, pois quer jogar pela Espanha. Entende que Felipão vai chamá-lo agora, mas não o levará à Copa. E é lá que ele faz sucesso", disse o amigo do jogador.

Porém, na conversa com o falso presidente do Atlético de Madrid, Felipão afirmou que, se a convocação para a Copa fosse hoje, Diego Costa estaria em seu grupo. É isso que irrita os dirigentes da Federação Espanhola. Eles temem que o atacante possa ficar "balançado" pelo que consideram ser uma "jogada" de Felipão. Mas também há quem acredite que o artilheiro vai mesmo optar pela Espanha e que pode até anunciar ainda nesta sexta a sua decisão.

No último dia 3, Diego Costa se reuniu com Vicente Del Bosque e soube que, sempre que estiver bem, será chamado por ele. Há dois dias, o atacante declarou que "a decisão já está tomada". "Não posso dizer agora, mas as pessoas que precisam saber já sabem. Mas tenho muito claro o que será feito e no momento adequado será dito".