Cássio pode levantar uma taça pela primeira vez

A braçadeira não é inédita para o goleiro - só neste ano foi capitão quatro vezes -, mas ele nunca a vestiu em um jogo de título

Comentar
Compartilhar
06 MAI 2017Por Folhapress19h30
Cássio pode levantar um troféu pelo Corinthians pela primeira vezFoto: Agência Brasil

Deu certo a campanha que a torcida fez por Cássio na internet. O técnico Fábio Carille anunciou nesta sexta (5) que o camisa 12 vestirá a braçadeira de capitão neste domingo (7) e erguerá o troféu do Paulistão se o Corinthians confirmar o enorme favoritismo que tem na final.

A braçadeira não é inédita para Cássio -só neste ano foi capitão quatro vezes-, mas ele nunca a vestiu em um jogo de título. Em cinco anos e cinco meses de clube, o arqueiro viu levantarem taças Alessandro (Libertadores-12 e Paulista-13), Danilo (Recopa Sul-Americana-2013) e até o presidente Roberto de Andrade (Brasileirão-15), que não segurou a emoção e se antecipou a Ralf. Agora chegou a sua vez.

"Foi definido antes do primeiro jogo. É o Cássio. Sigo a história do Corinthians de quando começou o rodízio [de capitães]", disse Carille.

Será um prêmio para quem virou ídolo ao se destacar no histórico ano de 2012. Cássio, no entanto, não manteve o nível de quando se sagrou campeão da Libertadores e do Mundial e chegou a amargar a reserva em 2016.

"Eu sabia que o Walter estava melhor [em 2016], mas tenho de seguir uma linha. Era para o Walter ter começado o ano como titular, mas teve uma fissura [na costela]. Chamei os dois e disse que o Cássio era o titular", contou.

Carille: "Hoje podemos colocar o Cássio como um destaque. Ele se apresentou neste ano com o peso lá embaixo. Sabe que não foi bem no ano passado, mas está muito mais concentrado."