Cássio espera se adaptar logo à altitude para não falhar novamente

Goleiro garante que não se abalou com a sua falha no empate no jogo contra o Palmeiras, mas quer se recuperar logo

Comentar
Compartilhar
18 FEV 201311h42

O goleiro Cássio garantiu que não se abalou com a sua falha no empate por 2 a 2 com o Palmeiras, no domingo (17), no Pacaembu. Mas quer se recuperar logo. De preferência, com uma atuação à altura dos 3.706 metros da cidade boliviana de Oruro, onde será disputada a partida contra o San José, na quarta-feira, a primeira do Corinthians na atual Copa Libertadores da América.

“Nunca joguei em altitude, mas sei que bola fica um pouco mais rápida. Não teremos muito tempo de adaptação, então é bom fazer isso logo”, conscientizou-se Cássio, revelando a sua estratégia para minimizar o problema. “Vamos tentar fazer um aquecimento diferente, exercitando as defesas em chutes de longe. O negócio é se preparar. Libertadores é isso aí.”

Como disse o goleiro, o Corinthians não passará muito tempo em Oruro antes da partida contra o San José. “Um treino lá já ajuda. A gente gosta de trabalhar no estádio do jogo na véspera, até para se adaptar ao gramado. Muitos campos são ruins, e outros se mostram mais rápidos”, comentou.

Cássio espera que a sua falha contra o Palmeiras seja a única no início de temporada pelo Corinthians (Foto: Djalma Vassão/ Gazeta Press)

Premiado como o melhor jogador do último Mundial de Clubes, Cássio disputou o seu primeiro jogo em 2013 apenas no domingo, contra o Palmeiras. Antes, o jogador se recuperava de dores no ombro esquerdo. “Já estou bem”, sorriu.

Mesmo antes de sua falha no Derby, no gol de Vinicius, Cássio já havia se conscientizado de que o Corinthians terá muitas dificuldades para repetir o desempenho de 2012 neste ano. “Mas contamos com um treinador que nos cobra diariamente para mantermos a atenção. Sabemos que todo mundo quer ganhar da gente”, concluiu.