Cássio é barrado e Walter será titular do Corinthians contra o Vitória

O agora reserva já havia ficado fora da estreia no Brasileiro por causa da morte de sua avó, em Porto Alegre

Comentar
Compartilhar
20 MAI 2016Por Gazeta Press20h09
O goleiro Walter foi titular já na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o GrêmioO goleiro Walter foi titular já na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o GrêmioFoto: Agência Corinthians

O goleiro Walter será o titular do Corinthians na partida deste domingo, às 16h (de Brasília), contra o Vitória, no estádio do Barradão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. A confirmação veio após o treinamento desta sexta-feira, quando ele trabalhou ao lado da equipe principal e Cássio, ídolo e dono da meta nos últimos quatro anos, ficou no treino em campo reduzido ao lado dos reservas.

“Está confirmada a continuidade do Walter. Eu explico por que eu trato como continuidade. Ele tem entrado em uma série de jogos, está bem. Foi bem no último jogo, foi bem em jogos importantes, veio amadurecendo ao longo deste tempo e tem ele oportunidade e merecimento para continuar”, afirmou o técnico Tite, que fez questão de exaltar a qualidade de Cássio ao dar a notícia.

“Não estou dizendo que o Walter é melhor ou pior que o Cássio. O Cássio continua sendo um jogador de Seleção Brasileira, como eu sempre falei aqui. Mas o momento é de o Walter continuar. É um cara que foi bem em todos os jogos decisivos que jogou, merecidamente tem essa chance. “, completou o comandante, um dos maiores defensores do camisa 12 desde que alçou-o à condição de titular, na Libertadores de 2012.

Cássio já havia ficado fora da estreia no Brasileiro por causa da morte de sua avó, em Porto Alegre, que fez com que ele fosse liberado para acompanhar o velório. Na ocasião, frente ao Grêmio, em Itaquera, Walter teve boa atuação e fez duas boas defesas no empate por 0 a 0.

No trabalho desta tarde, o primeiro indício de que Walter estaria no time inicial se deu quando Tite, já após uma hora de movimentação, separou os titulares para um trabalho de bola parada e levou o até então reserva para aquele campo. Na atividade, o “novo” arqueiro corintiano participou bastante, saindo bem do gol e orientando seus defensores.

No gramado ao lado, Cássio também teve boa participação. Incentivado a todo momento pelo auxiliar Cléber Xavier, que atrás do gol gritava: “Boa, Cássio. Mantém a intensidade. Não pode deixar cair agora”. Será a primeira vez, desde que ele assumiu a titularidade, há quatro anos, que sua saída se dá por opção técnica.