Caratecas buscam apoio para disputa de Mundialito no Uruguai

Erica Oliveira, 24 anos, e Julia Pereira Wong, 11, representarão a Seleção Brasileira no Mundialito de Karatê e Kobudo, que será realizado no Uruguai, entre os dias 02 e 03 de junho

Comentar
Compartilhar
19 MAI 2017Por Diário do Litoral11h30
Santistas representarão a Seleção Brasileira na disputa do Mundialito de Karatê e KobudoFoto: Rodrigo Montaldi/DL

As santistas Erica Oliveira, 24 anos, e Julia Pereira Wong, 11, representarão a Seleção Brasileira na disputa do Mundialito de Karatê e Kobudo, que será realizado no Uruguai, entre os dias 02 e 03 de junho. O torneio é realizado pela Associação do Mestre Shinzato e reunirá atletas de vários países.

Atuais campeãs brasileiras e líderes do ranking nacional no Karatê Shinshukan, elas participarão das provas de Kata (técnicas de ataque e defesa) e Kumite (combate). Erica disputará na categoria adulto (faixa preta), enquanto Júlia (faixa axul) competirá na faixa etária de 10 a 13 anos.

Discípulas do Mestre Rogério Wong, as caratecas buscam parceiros e apoio financeiro para custear passagem e despesas no país vizinho. Atualmente, a fonte de receita parte do bolso dos atletas e familiares. Bingos, rifas, feijodas beneficentes e vendas de balas também auxiliam na arrecadação.

“Fizemos várias atividades sociais, mas neste ano não tivemos incentivo do Poder Público ou de apoiadores. De forma humilde, temos vendido até mesmo saquinhos de bala e geladinhos. É uma alternativa para que eles possam continuar sonhando com futuro no esporte”, disse Rogério Wong.

“O atleta amador sofre muito sem incentivo. É impactante ver um atleta faixa preta pedindo ajuda no semáforo. Fica difícil encarar essa realidade. É necessário rever este momento complicado que passamos e pensar em algo para valorizar os nossos atletas amadores”, completou Wong.

Interessados em colaborar com o projeto e a participação da dupla no Mundialito podem ligar para 9-8182-1236, ou acessar a página no Facebook (www.facebook.com/rogério.wong.1).

Trabalho comunitário

Sob a coordenação do Mestre Rogério Wong, os atletas Anderson Cavalcanti, 33 anos, e Erica Oliveira - dentre outros voluntários – participam de trabalho comunitário junto a locais carentes na região. O projeto, que teve início há 18 anos, beneficia pessoas em áreas de vulnerabilidade social.

O programa Karatê Comunitário Mestre Shinzato, de orientação às crianças, adolescentes, adultos e idosos, foi aprovado pela Câmara e instituído pela Prefeitura de Santos no fim do ano passado. A iniciativa partiu do vereador Antonio Carlos Banha Joaquim (PMDB).

“Eu fui um dos alunos do Mestre Wong, em aulas ministradas no Saboó, quando ainda tinha 14 anos. Hoje sou faixa preta e um dos professores do projeto. Eu driblei diversas situações da vida através dos ensinamentos do Karatê e tento passar isso para os meus alunos”, disse Cavalcanti.