Brasil Open bate recorde de público na 13ª edição

Ginásio do Ibirapuera ficou lotado em cinco dos sete dias de disputa do torneio

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201312h10

A edição 2013 do Brasil Open estabeleceu o recorde de público da história do torneio. Durante os sete dias de disputa da chave principal, 57.465 pessoas passaram pelo Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, aproximadamente 8.200 por dia de jogos.

Além do público, o maior torneio de tênis do país também é grande em números, como na quantidade de saibro, gelo e bolinhas. Por trás dos 68 jogos - 27 da chave de simples, 13 da chave de duplas e mais 28 do qualifying - do Brasil Open 2013, estão alguns dados impressionantes:

- 9.300 pessoas é a capacidade da quadra central, o Ginásio Geraldo José de Almeida, conhecido como Ginásio do Ibirapuera. Nos sete dias de disputa da chave principal, o público lotou as arquibancadas em cinco dias e nos outros dois ao menos metade dos assentos disponíveis foram ocupados.

- 16 países estiveram representados, entre os tenistas das chaves principais de simples e duplas e do qualifying.

- 455.775 dólares é a premiação total do Brasil Open 2012. O campeão de simples leva US$ 82.300.

- 652 empregos são gerados pelo torneio: 120 diretos e 532 indiretos.

- 230 profissionais de mídia, de 110 veículos, foram credenciados para cobrir o evento.

- 5.544 bolinhas de tênis Wilson utilizadas pela organização.

- 10.260 litros de água mineral foram fornecidos pela organização ao longo do torneio. São 500 caixas com 48 copinhos plásticos de 300 ml, mais 500 caixas com

- 12 garrafas de 510 ml cada uma.

- 1.300 garrafas de isotônico fornecidas aos tenistas.

- 600 toalhas utilizadas pelos jogadores.

- 240 m3 de saibro utilizados para montar as três quadras sobre as quais o torneio foi disputado.

- 10 toneladas de pó de telha levados até o Ibirapuera para cobrir as três quadras.

- 1.100 metros de linha para as marcações das quadras.

- 30 kg de prego.

- 320 kg de gelo utilizados a cada dia no Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães.

- 600 refeições servidas diariamente para jogadores, imprensa e staff.

- 4 dúzias de bananas levadas todos os dias ao ginásio, para consumo exclusivo dos tenistas.

O público paulista prestigiou o Brasil Open 2013 (Foto: Divulgação)