SELEÇÃO BRASILEIRA

Brasil deve poupar estrelas em amistoso contra o México

Destaque dos últimos amistosos com gols diante de Inglaterra e Espanha, Endrick deve começar no banco, mesmo com escalação alternativa

Leonardo Sandre

Publicado em 08/06/2024 às 10:40

Atualizado em 08/06/2024 às 11:09

Comentar:

Compartilhe:

O time comandado por Dorival Júnior disputa o primeiro amistoso preparativo para a competição diante do México / Staff Images / CBF

A jornada da seleção brasileira pelos Estados Unidos, que pode culminar com o décimo título da Copa América, começa neste sábado (8/6). O time comandado por Dorival Júnior disputa o primeiro amistoso preparativo para a competição diante do México, às 22h (de Brasília), no Kyle Field, na cidade de College Station, no Texas.

Os dois primeiros testes em amistosos da nova comissão técnica deixaram boa impressão. A vitória por 1 a 0 sobre a Inglaterra, em Wembley, e o 3 a 3 com a Espanha, no Santiago Bernabéu, com gol de empate no último minutos empolgaram a muitos. 

Quinto colocado no ranking da Fifa, o Brasil está nos Estados Unidos desde o último dia 30 para treinamentos em Orlando. Conforme planejado pelo treinador, estrelas como Vinícius Júnior e Rodrygo, que foram campeões da Champions há uma semana, serão poupados para uma escalação considerada reserva em comparação ao time-base das partidas de março.

Os titulares serão preservados para a partida contra os Estados Unidos, quarta-feira, em Orlando. Todos estariam à disposição de Dorival, com exceção do zagueiro Gabriel Magalhães, do Arsenal, que está em fase final de recuperação de uma lesão. O time alternativo visa evitar lesões e desgaste dos principais jogadores, para que a seleção chegue com força máxima na Copa América.

Escalação

Dorival deve ir a campo com: Alisson, Yan Couto, Éder Militão, Bremer e Guilherme Arana; Ederson, Douglas Luiz e Andreas Pereira; Gabriel Martinelli, Evanílson e Savinho.

Destaque dos últimos amistosos com gols diante de Inglaterra e Espanha, Endrick chegou a ser testado pelo treinador, mas deve sair do bancos no decorrer da partida.

Retrospecto positivo

Brasil e México se enfrentarão pela 42ª vez na história. A Seleção tem ampla vantagem com 24 vitórias, dez derrotas e sete empates. O último encontro aconteceu nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com classificação brasileira após o 2 a 0, gols de Neymar e Roberto Firmino.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos terá museu de artes plásticas com entrada gratuita; veja

A expectativa é que obras de Nuno Ramos, Jarbas Lopes e Sergio Romagnolo cheguem a cidade

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter