Bellucci abre o confronto para o Brasil contra os EUA em Jacksonville

Brasil abre disputa no Grupo Mundial da Copa Davis nesta sexta-feira, às 17h de Brasília.

Comentar
Compartilhar
31 JAN 201323h32

Brasil e Estados Unidos se enfrentam de sexta-feira a domingo pelo Grupo Mundial da Copa Davis em Jacksonville. Foto: Marcelo Ruschel/POA Press. Clique aqui para baixar esta foto em alta. Mais fotos estão disponíveis pelo site www.flickr.com/photos/cbtenis.

O Time Correios Brasil conheceu nesta quinta-feira a ordem das partidas do confronto com os Estados Unidos pelo Grupo Mundial da Copa Davis por BNP Paribas com o sorteio realizado no Times Union Center for the Performing Arts, em Jacksonville.

Thomaz Bellucci será o responsável por abrir o confronto para o Brasil enfrentando o norte-americano Sam Querrey, com Thiago Alves jogando logo na sequência diante de John Isner, número 1 dos Estados Unidos, que foi confirmado para o confronto.

"John é um grande jogador. Nestas condições com certeza é muito difícil jogar contra ele. Mas estamos aqui desde segunda-feira, então estamos treinando bastante nestas condições. Amanhã estarei pronto para jogar", afirmou Thiago Alves.

"Sam também é um ótimo jogador nestas condições. Ele está jogando muito bem, no ano passado venceu muitos jogadores. Para mim não será fácil vencê-lo. Mas eu estou treinando muito e estou muito feliz por ter a oportunidade de jogar amanhã", completou Bellucci.

Brasil e Estados Unidos se enfrentam de sexta-feira a domingo pelo Grupo Mundial da Copa Davis (Foto: Divulgação)

O capitão João Zwetsch reconheceu o favoritismo da equipe adversária, mas está confiante que sua equipe pode sair da Jacksonville Veterans Memorial Arena com uma grande vitória e a classificação para as quartas de final.

"Os Estados Unidos são os maiores campeões na história da Copa Davis. Então temos um grande respeito por isso. Respeitamos muito a equipe dos Estados Unidos, é um grande time com um grande capitão. Nós estamos preparados para aproveitar quando as nossas chances quando elas aparcerem. Estamos treinando duro e pensamos nisso todos os dias. Vamos fortes para amanhã", afirmou Zwetsch.

O capitão dos Estados Unidos, Jim Courier, confirmou a escalação de John Isner após a semana de treinamentos do número 1 da equipe americana.

"Pelos nossos olhos e pelos olhos da nossa equipe médica, nos sentimos confiantes que ele esteja pronto para jogar 10 sets de tênis se for preciso neste fim de semana", disse Courier.

"Obviamente adoraríamos vencer facilmente, mas estou certo que eles têm o mesmo sentimento. Mas nós não esperamos isso. Estamos prontos para colocar nossos capacetes e ir para a batalha", completou o capitão norte-americano.