X
Esportes

Ausência de Cueva mostrou que o São Paulo não é só Hernanes

Sem o peruano, clube do Morumbi somou dois empates e uma derrota, freando ascensão que já empolgava a torcida

O São Paulo não pôde contar com Christian Cueva por três jogos devido à participação do Peru na repescagem para a Copa do Mundo de 2018 / Ricardo Stuckert/CBF

O São Paulo não pôde contar com Christian Cueva por três jogos devido à participação do Peru na repescagem para a Copa do Mundo de 2018 -o país andino foi o último a se classificar para o Mundial na Rússia. No período, o clube do Morumbi somou dois empates e uma derrota, freando ascensão que já empolgava a torcida pelo sonho de uma vaga na Libertadores do próximo ano. A queda de rendimento no Campeonato Brasileiro retomou a desconfiança sobre o time e mostrou que, apesar do poder de decisão mostrado por Hernanes, o Profeta precisa da ajuda do camisa 10 para que um futebol melhor apareça.

"Já falei umas muitas vezes que ele e Hernanes são os jogadores diferentes, que decidem. Sem Cueva, Hernanes perde um pouco dessa conexão com o ataque", analisou o centroavante Lucas Pratto, após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio na última quinta-feira.

O revés em Porto Alegre foi o quinto jogo em que Hernanes atuou sem Cueva. Antes disso, venceu o Cruzeiro por 3 a 2, perdeu para o Atlético-MG por 1 a 0 e empatou contra Chapecoense (2 a 2) e Vasco da Gama (1 a 1). O aproveitamento é de apenas 33,3%, com dois gols e uma assistência de Hernanes no período, tudo na vitória sobre o Cruzeiro no Morumbi.

Juntos, Cueva e Hernanes jogaram 14 vezes, com sete vitórias, três empates e quatro derrotas. Isso gera aproveitamento de 57,1%, inferior somente ao desempenho do líder Corinthians e do vice-líder Grêmio. Individualmente, os números apontam sete gols e duas assistências do Profeta, mais três gols e seis assistências do peruano. Nesses 14 jogos da dupla, o São Paulo marcou 23 gols, sendo 16 com participação direta dos astros do time.

Nessa série de três jogos sem Cueva, Hernanes não fez gols, nem deu assistências. O Profeta começou tendo Shaylon como parceiro contra a Chapecoense, mas o garoto pouco produziu. Contra o Vasco, o escolhido foi Maicosuel, que também teve atuação discreta no Rio de Janeiro. Ainda assim, o camisa 7 foi mantido para o embate com o Grêmio, mas durou somente até o intervalo.

Nas três partidas, Lucas Fernandes foi acionado no segundo tempo. E só o camisa 11 conseguiu ter participação efetiva -diante da Chape, foi um escanteio dele que encontrou cabeçada certeira de Arboleda para definir o 2 a 2. Até por isso, Lucas é o favorito para assumir a vaga de Hernanes, suspenso e desfalque pela primeira vez, para ser a dupla de Cueva contra o Botafogo neste domingo, às 17h, no Pacaembu.

O peruano entrou em campo na madrugada de quarta (15) para quinta-feira (16) pela seleção peruana, em jogo que definiu vaga de seu país na Copa do Mundo de 2018 contra a Nova Zelândia. O meia deu assistência para Farfán abrir o placar e ainda cobrou o escanteio que originou o segundo gol, de Ramos. O jogo de alta tensão, as longas viagens encaradas nos últimos dez dias, a festa histórica dos peruanos e o pouco tempo para treinar podem até atrapalhar, mas Cueva é aguardado ansiosamente pelos são-paulinos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Câmera registra 1º caso de PMs de SP matando suspeito desarmado

Existem ainda outros dois casos semelhantes em andamento sendo analisados, mas ainda sem conclusão

Santos

Gran Bazar edição de Natal acontece neste fim de semana em Santos 

Encontro de empreendedores irá contar com atrações para crianças e adultos neste sábado (4) e domingo (5)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software