Atlético-MG pagará R$ 11,7 mi para fechar com lateral uruguaio por 3 anos

Lucas é aguardado neste terça-feira (4) em Belo Horizonte

Comentar
Compartilhar
03 JUN 2019Por Folhapress12h55
s. Depois de aprovado, irá assinar contrato com o Atlético por três temporadasFoto: Site do Peñarol/Divulgação

O Atlético-MG já está aguardando o lateral esquerdo Lucas Hernández em Belo Horizonte. Na última sexta-feira, a diretoria mineira conseguiu a liberação do Peñarol, agora ex-clube do atleta, para levar o jogador de 26 anos de idade. Para ficar com 70% do uruguaio, o time mineiro pagará três milhões de dólares, o equivalente a R$11,7 milhões.

Lucas é aguardado neste terça-feira (4) em Belo Horizonte. O voo do jogador está previsto para pousar no Aeroporto de Confins às 9h. De lá, ele já vai direto realizar exames médicos. Depois de aprovado, irá assinar contrato com o Atlético por três temporadas.

Revelado pelo Montevideo Wanders, Lucas Hernández passou pelo Cerro, também do Uruguai, antes de chegar ao Peñarol, em 2017. O jogador era um dos destaques do time, e sua saída para o Atlético foi bastante sentida pelos torcedores. Neste ano, ele jogou 15 partidas e marcou dois gols.

Como a janela para transferências só se abrirá em julho, Lucas só poderá jogar depois da Copa América. Antes disso, o Galo atua pela Sul-Americana, mas o jogador não poderá ser utilizado porque já entrou em campo defendendo outra equipe.

Esta é a a primeira contratação da "era Rui Costa" no Atlético. O novo diretor de futebol chegou ao clube em abril e é será o responsável pela mini reformulação do elenco. O dirigente tem como meta chegar à pausa para a Copa América com o plantel pronto para Rodrigo Santana. Isso inclui a chegada de novos jogadores e a saída de outros que não serão mais utilizados.

Paralelamente à procura por jogadores, a diretoria do Atlético também segue em busca de um treinador, mas tem tido dificuldades para conseguir um "sim" das opções que se encaixam no perfil procurado. Até o momento, a cúpula alvinegra tentou sem sucesso nomes como Tiago Nunes, Rogério Ceni, Juan Carlos Osório e Jorge Jesus.

Colunas

Contraponto