Atacante Kléber, do Porto, aceita Verdão e faz exames para assinar

Um dos reforços pedidos por Kleina, Kléber já realiza exames para formalizar empréstimo de graça por um ano ao Palmeiras.

Comentar
Compartilhar
06 FEV 201316h47

Um dos atacantes que Gilson Kleina pediu já está no Palmeiras. O gaúcho Kléber, do Porto, realiza exames médicos na Academia de Futebol para formalizar empréstimo de graça por um ano, mas com o clube português tendo a opção de levá-lo no segundo semestre sem pagar nada ao Verdão.

“O Kléber já está fazendo exames médicos. Só faltam alguns detalhes de contrato que espero que se resolvam até o fim da tarde com os resultados dos exames”, confirmou o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro. “O Porto tem a opção de levá-lo no segundo semestre, só que depois da Libertadores”, garantiu.

A assinatura com o Verdão deve ocorrer até o fim desta quarta-feira, mas ele demorará de 15 a 20 dias para se recuperar de contusão na coxa esquerda. As informações recebidas pelo departamento médico, contudo, são de que a contratação chega em boas condições físicas para ajudar na temporada.

Kléber tem 22 anos e foi lançado como profissional em 2009, no Atlético-MG, e em 2011 já estava no Porto, no qual foi campeão português no ano passado. Em setembro de 2011, Mano Menezes o convocou para a Seleção Brasileira, mas ele não pôde enfrentar México e Costa Rica por conta de uma lesão no ombro esquerdo.

Revelado pelo Atlético-MG, atacante de 22 anos perdeu espaço no Porto e foi emprestado de graça até dezembro (Foto: AFP)

Desde então, o jogador perdeu espaço no Porto, a ponto de nem ter sido inscrito na Liga dos Campeões desta temporada e o clube ter contratado o veterano Liedson para sua posição em janeiro. Kléber chegou a estar perto de um acerto com o Sporting Lisboa, segundo a imprensa portuguesa, mas acabou vindo para o Palmeiras.

“Em Portugal, tinham quatro clubes, mas ele preferiu vira para cá. Estou muito feliz pela opção dele, mesmo com outras propostas fortes. Mostra confiança no nosso trabalho”, sorriu Brunoro. “Estou muito feliz porque agentes e outros clubes estão se colocando à disposição, acreditando no Palmeiras. Isso me deixa muito contente”, prosseguiu o dirigente, há duas semanas no cargo.