Argentinos invadem o Maracanã confiantes na vitória contra a Bósnia

O Estádio do Maracanã, que tradicionalmente é palco da seleção brasileira, se pintou de azul e branco com a chegada de milhares de apaixonados torcedores do país vizinho

Comentar
Compartilhar
15 JUN 201418h57

Se depender da alegria e da confiança de seus torcedores, a Argentina já pode se considerar vencedora da partida de hoje (15), a partir das 19h, contra a Bósnia. O Estádio do Maracanã, que tradicionalmente é palco da seleção brasileira, com as cores verde e amarelo, se pintou de azul e branco com a chegada de milhares de apaixonados torcedores do país vizinho.

"Não tenho dúvidas de que ganharemos hoje e vamos chegar à final, com a Holanda ou o Brasil", disse o empresário Jesus Nogueiras, de Buenos Aires. "Estamos convencidos que ganharemos, mas Mundial é Mundial. Temos esperanças de sermos campeões,  pois temos o melhor do mundo, que é o Messi", disse Cristian Defeo, também de Buenos Aires.

Em meio ao mar de argentinos nas proximidades do Maracanã, os bósnios são minoria, difíceis até de ser encontrados. No entanto, estão orgulhosos de estarem participando da Copa. "Para nós já é uma vitória estarmos aqui. Somos um país pequeno, de 3,8 milhões de pessoas, mas amamos futebol. É a única coisa positiva atualmente em nosso país, que faz as pessoas rirem e comemorarem", contou Zijad Hadrovic, que atualmente mora na Suíça,  pois teve que deixar o país durante a guerra, que aconteceu entre 1992 e 1995, apos a divisão da antiga Iugoslávia.

Se depender da alegria e da confiança de seus torcedores, a Argentina já pode se considerar vencedora da partida de hoje (15) (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

"Minha previsão é que esta partida termine em empate, 1 a 1 ou 2 a 2. Nós temos bons jogadores. Podemos ser a surpresa da Copa. É melhor a Argentina se cuidar", disse Zeljko Crkvencic, que atualmente mora na Austrália, mas fez questão de vir ao Brasil dar apoio ao seu país.

Irreverente, a torcida argentina diz contar com forças que vão bem além do campo. Dois torcedores que chegaram ao Maracanã chamaram a atenção de todos por suas fantasias: o papa Francisco abraçado ao diabo. Os dois se chamam Diego, em homenagem ao ídolo Diego Maradona. "Jogaremos com a bênção de Deus", disse o fantasiado de Francisco. "Mas também teremos ajuda do diabo", completou o mascarado de capeta.