Após três meses de sumiço, Diogo Vitor é reintegrado ao Santos B

Dono de histórico de polêmicas nos últimos anos, o atacante pediu nova oportunidade, foi atendido e já voltou aos trabalhos nesta sexta-feira

Comentar
Compartilhar
03 MAR 2017Por Diário do Litoral19h22
Diogo voltou a treinar com o técnico Kleiton LimaDiogo voltou a treinar com o técnico Kleiton LimaFoto: Divulgação/Santos FC

Parece uma notícia pra lá de velha, mas o atacante Diogo Vitor ganhou nova oportunidade e foi reintegrado ao Santos B, nesta sexta-feira. Dono de longo histórico de polêmicas no clube, ele sentiu lesão em novembro do ano passado, sumiu por mais de três meses e está de volta.

Durante o período de sumiço, a diretoria do Santos tentou conversar com o atleta por várias vezes, mas não teve sucesso. Nos últimos dias, porém, ele apareceu no clube, pediu uma nova chance e foi atendido. Ele voltou a treinar com o técnico Kleiton Lima e será aproveitado.

O Peixe cogitou rescindir contrato com o atleta, válido até março de 2018, mas voltou atrás, já que há um entendimento de que é exatamente esse o seu desejo. Para puni-lo, o clube alegou abandono de trabalho, não pagou seus salários e só o liberará mediante pagamento da multa rescisória.

Agora, com o retorno, o Alvinegro Praiano irá impor um novo esquema de pagamento dos ordenados do atleta. Se trabalhar, receberá. Possíveis ausências durante o período de treinamento serão descontadas na folha salarial.

Em entrevista recente concedida no CT Rei Pelé, o técnico Dorival Júnior mostrou irritação com a postura do jovem atleta, considerado uma das grandes revelações das categorias de base do clube, e disse que ele não quer nada para a sua vida.

No meio do último ano, Diogo chegou a ganhar oportunidades no time profissional em jogos contra o Botafogo e Atlético-PR, mas faltou em treinamento e foi rebaixado para a equipe B.