Após gol, Pato fala grosso: 'Não vou aceitar ficar no banco'

Um indício de que será titular na quarta-feira, é que Pato foi poupado e só entrou no decorrer da partida, porque a equipe tinha muitas dificuldades para chegar ao gol

Comentar
Compartilhar
11 MAI 201512h12

Um dos destaques da vitória do São Paulo sobre o Flamengo por 2 a 1, no último domingo, no Morumbi, o atacante Alexandre Pato saiu do banco de reservas para marcar o segundo gol da equipe. No final da partida, ele mandou um aviso ao técnico Milton Cruz, que o deixou como opção para poupá-lo pensando na partida contra o Cruzeiro, quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

"Temos um comandante que sabe ler futebol muito bem. Eu quero jogar sempre e esse ano não vou aceitar ficar no banco. Estou em uma fase muito boa, marcando gols e ajudando o São Paulo", disse o atacante, que deve ter o seu pedido atendido pelo treinador.

Com o gol marcado, Pato chegou aos 12 nesta temporada, mesma marca obtida durante todo o ano de 2014 (Foto: Leandro Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Com o gol marcado, Pato chegou aos 12 nesta temporada, mesma marca obtida durante todo o ano de 2014. Um indício de que será titular na quarta-feira, é que Pato foi poupado e só entrou no decorrer da partida, porque a equipe tinha muitas dificuldades para chegar ao gol. Tanto que bastou ele e Paulo Henrique Ganso entrarem, para o time deslanchar e conseguir a vitória.

Para o jogo com o Cruzeiro, Pato disputa com Luis Fabiano e Centurión duas vagas no ataque. O argentino, autor do gol da vitória sobre o Cruzeiro no primeiro jogo das oitavas de final, não enfrentou o Flamengo por estar se recuperando de uma virose e, segundo Milton Cruz, tem grandes chances de estar apto para quarta-feira. Já Luis Fabiano foi titular neste domingo, marcou o primeiro gol do São Paulo e pode voltar ao time, após cumprir suspensão na primeira partida.