Banner gripe

Após empate e protestos, Levir Culpi não é mais técnico do Santos

O auxiliar técnico Elano deve seguir no comando da equipe até o fim do Campeonato Brasileiro

Comentar
Compartilhar
20 OUT 2017Por Da Reportagem14h50
Levir Culpi foi contratado para substituir o então técnico Dorival Jr.Foto: Divulgação/Santos FC

Após o empate por 1 a 1 diante do Sport, na Ilha do Retiro, e protestos da torcida na Vila Belmiro, o técnico Levir Culpi foi demitido na tarde desta sexta-feira (20) e não comanda mais o Santos. O auxiliar técnico Elano deve seguir no comando da equipe até o fim do Campeonato Brasileiro. Levir será comunicado da decisão da diretoria santista assim que chegar ao CT Rei Pelé. A delegação está voltando de Recife.

Uma reunião entre o presidente Modesto Roma, a comissão técnica e o comitê de gestão foi realizada na tarde desta sexta-feira. Nela ficou decidido que o técnico não seguiria no clube. Durante entrevista coletiva na Vila Belmiro na manhã de hoje, Modesto indicou a saída do treinador.

Restando nove rodadas para o fim da competição, o Santos ainda luta para ratificar seu lugar no G6 do Brasileirão e disputar novamente a Copa Libertadores da América no ano que vem.

Levir Culpi foi contratado em junho deste ano após a saída do então técnico Dorival Jr. Ele tem 64 anos e estava desempregado antes de chegar ao Santos, quando foi demitido do Fluminense.

Com passagens por diversos clubes do futebol brasileiro, Levir dirigiu o Peixe pela primeira vez. Seus títulos de maior expressão são os da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, em 1996, e pelo Atlético-MG, em 2014.

Mais informações em instantes.

 

 

Colunas

Contraponto