Após derrota para líder, santistas protestam em frente ao vestiário

Membros da principal torcida organizada santista promoveram uma manifestação cobrando a direção. O técnico Claudinei Oliveira também foi alvo de reclamações

Comentar
Compartilhar
03 NOV 201322h54

Após a derrota do Santos para o líder Cruzeiro, na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, a torcida do Peixe resolveu protestar contra a campanha da equipe no Campeonato Brasileiro. Membros da principal torcida organizada santista promoveram uma manifestação na porta do vestiário do time praiano, cobrando a direção. O técnico Claudinei Oliveira também foi alvo de reclamações.

"A paciência acabou" e "Não é mole, não... contrata jogador, Comitê de Gestão", dentre outros gritos foram entoados pela torcida, irritada com a exibição alvinegra perante a Raposa.

Vale destacar que, durante a partida, a torcida já havia se manifestado, principalmente com vaias ao atacante Everton Costa, substituído no início do segundo tempo pelo jovem avante Geuvânio.

Indagado sobre o tema, Claudinei viu a situação como natural do futebol e disse não ver algo direcionado contra o seu trabalho no Santos. "É justo. O resultado não foi bom, o torcedor tem o direito de se manifestar democraticamente. Não houve nenhum ato de violência, isso é o mais importante. Durante os 90 minutos, eles nos incentivaram. Penso que o torcedor que gosta de mim, vai continuar gostando. Quem não gosta, aproveita uma oportunidade para xingar. Mas entendo o desabafo do torcedor e não vejo nada que tenha sido engendrado", disse.

A derrota para os mineiros fez com que os santistas caíssem para o nono lugar, com 44 pontos. O Peixe volta a campo diante do Vasco, às 19h30 (horário de Brasília) de domingo, no Maracanã.

Claudinei Oliveira também foi alvo de reclamação de torcedores organizados ao final da partida na Vila Belmiro (Foto: Divulgação/Santos FC)